quarta-feira, agosto 21, 2013

[Filme] Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos

Hoje foi a estreia do filme "Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos", baseado nos livros da autora Cassandra Clare e nós do LeN já fomos assistir.






Alguém vai me matar se eu disser que gostei mais do filme do que do livro? Pois eu gostei. 

Tenho plena consciência dos cortes que foram feitos e me pergunto como eles vão lidar com isso mais pra frente, mas tenho que dizer que a adaptação foi brilhantemente feita. "Pequenas" coisas que foram mudadas, porém que garantiram um ótimo filme.

Eu li Cidade dos Ossos a um tempinho atrás e algumas coisas eu realmente esqueci, mas fique tranquilo que o enredo principal está lá e foi bem modificado onde houve necessidade. Talvez o fato de eu ter lido a um tempo, garantiu que eu gostasse mais do filme, e se foi isso: que ótimo!

Uma lembrança que eu tenho ao ler os livros da Cassandra foi uma certa sensação de "tédio" e eu não enxergava a necessidade de fazer um filme sobre ele, entretanto agora, anseio pelo próximo.

O filme tem bastante ação, é bem movimentando e tem partes que você não ousa tirar os olhos da tela ou sequer respirar. Se você está querendo algo bem voltado pro romance, esquece. As cenas Jace e Clary estão lá, mas são um segundo plano e fiquei grata por isso, apesar de adorar o casal.

Na parte das atuações, posso dizer que tudo foi perfeito? Acreditem, foi.

Eu, Camilla, não curti a escolha pra Jace, mas o Jamie atuou muito bem e embora não tenha conseguido evitar de ficar um pouco decepcionada, consegui "deixar pra trás" o meu dream cast para Jace.

Adorei o Magnus Bane! Desejei que ele aparecesse mais no filme. Muito boa escolha de ator (Godfrey Gao).

Para quem não levava fé na Collins, ela mais que cumpre seu trabalho. E tenho que dar destaque também ao Robert Sheehan e muito destaque para Jonathan Rhys Meyers (Valentim / Valentine) que foi nada menos que sensacional.

A parte da Cidade dos Ossos também foi bem legal e aquelas pessoas sem olho e com a boca costurada (desculpem, esqueci o nome :/) está muito demais!



Efeitos visuais muito bons! O Instituto ficou lin-do!

Gostaria de comentar cena por cena, mas os spoilers não me deixam rs Mas digo que todas as cenas com o Valentim foram ótimas, a cena com a Dorothea também ganha meu destaque, assim como a potencialmente polêmica cena dos vampiros.

Em suma foi isso, muita ação, muitas cenas de prender a respiração, alguns sustos bem colados, ótimos atores, bons efeitos visuais... Uma ótima adaptação, na minha opnião, claro :)

Nota: 4.5/5

E você? Já foi ver o filme? Concorda? Então comenta aí!
Se não viu, nos diga o que você espera!



terça-feira, agosto 20, 2013

[Filme] Querido Jhon

Olá leitores!

Trago para vocês mais uma resenha de um filme baseado no livro do Nicholas Sparks.


Sinopse: Dirigido por Lasse Hallström e baseado no romance do autor Nicholas Sparks, Querido John conta a história de John Tyree (Channing Tatum), um jovem soldado que foi para casa durante uma licença e de Savannah Curtis (Amanda Seyfried), a jovem universitária idealista por quem ele se apaixona durante as férias de faculdade. Durante os próximos sete tumultuosos anos, o casal é separado pelas missões cada vez mais perigosas de John. Apesar de se encontrarem apenas esporadicamente, o casal mantém o contato por meio de uma enxurrada de cartas de amor. Essa correspondência acaba por provocar uma situação com consequências nefastas.

Elenco

Channing Tatum como John Tyree
Amanda Seyfried como Savannah Lynn Curtis
Henry Thomas como Tim Wheddon
Scott Porter como Randy
Richard Jenkins como Bill Tyree (pai de John)
Keith Robinson como Capitão Stone
Leslea Fisher como Susan
Mary Rachel Dudley como Sra. Curtis
Bryce Hayes como Jerry
Gavin McCulley como Starks

Eu assisti ao filme por causa da aula de espanhol, mas mesmo assim adorei. Não é deprimente como Um amor para recordar e me envolveu mais. A meu ver o filme estava mais perto da realidade onde não a principes e princesas e sim duas pessoas querendo se conhecer  e criar laços. Fiquei meio decpcionada com o final do filme, mais mesmo assim valeu a pena. 


Confira o trailer:


Minha nota: 5/5, porque ele não é meloso e deprimente.

Quando assistir deixe o seu comentário. 

segunda-feira, agosto 19, 2013

[Filme] Um amor para Recordar

Oi leitores!

Em homenagem ao autor do Mês Nicholas Sparks que está na Bienal do Rio de Janeiro, trago hoje para vocês a resenha de um filme baseado em um de seus livros. Confira abaixo.


Sinopse: Landon é um jovem sem metas e irresponsável, que foi punido por ter feito uma brincadeira de mau gosto a um rapaz que quase fica paraplégico. Como punição, o diretor da escola faz com que ele (Landon) participe da produção de uma peça que está sendo montada; durante os ensaios, Landon aproxima-se de Jamie Sullivan, filha do pastor da pequena cidadezinha onde moram, uma garota "certinha" que o ajuda a ensaiar para a peça com apenas uma condição: que ele não pode apaixonar-se por ela. Porém, eles se apaixonam, mas Jamie guarda um segredo: ela tem leucemia há três anos. Landon não compreende porque isso foi acontecer, pois eles se amam e tudo parecia estar perfeito. O estado de saúde de Jamie agrava-se, ela é internada e está à beira da morte. Landon planeja realizar um antigo sonho de Jamie, que é o de ver um cometa que estará passando; ele, então, junta esforços para construir um telescópio para juntos verem a passagem do cometa. Jamie sai do hospital neste mesmo dia, e à noite, eles conseguem ver o tão esperado cometa passar. Como ela já lhe havia contado que seu maior sonho era casar de vestido branco na mesma igreja que a sua mãe e seu pai casaram-se, Landon aproveita o momento e pede Jamie em casamento. Eles vivem felizes o verão inteiro, até o dia do falecimento de Jamie. Landon, já sem a sua amada, vai para outra cidade fazer faculdade, e depois de alguns anos, volta a sua antiga cidade para entregar ao pai de Jamie o diário da falecida esposa do pastor, que estava com ele após a morte de Jamie. A principal mensagem do filme é a de que, mesmo Jamie tendo partido tão precocemente deste mundo, ela presenciou um pequeno milagre: a transformação de Landon, que era um adolescente irresponsável, sem metas e mal-educado, em um rapaz brilhante e querido.

Elenco

Mandy Moore - Jamie Elizabeth Sullivan
Shane West - Landon Rollins Carter
Peter Coyote - Reverendo Sullivan
Daryl Hannah - Cynthia Carter
Lauren German - Belinda
Clayne Crawford - Dean
Paz de la Huerta - Tracie
Al Thompson - Eric
Jonathan Parks Jordan - Walker
David Lee Smith - Dr. Carter
Matt Lutz - Clay G

Eu assisti ao filme a um tempão atrás, mais lembro direitinho do que senti.  Pois, o filme nos mostra um amor que está fadado a terminar cedo devido a doença da mocinha , e mesmo assim ao longo do filme fomos vendo o mocinho se transformar no Príncipe Encantado.  

Além disso a trilha sonora é perfeita, e algumas músicas foram cantadas pela Mandy Moore.  

Abaixo, vocês conferem algumas curiosidades sobre o filme:

Ganhou o MTV Movie Awards, na categoria de Melhor Revelação Feminina (Mandy Moore).
Vários dos sets de filmagens utilizados são na verdade da série de TV americana Dawson's Creek.
Foi filmada uma cena em que Landon cantava para Jamie a música "Only Hope", quando ela estava doente. Esta cena foi retirada do filme por ser considerada depressiva demais.
Em Portugal, é o único filme baseado na obra de Nicholas Sparks que não mantém o título do filme em concordância com o título do livro (Um Momento Inesquecível) na tradução portuguesa.
No livro, a história é narrada por Landon, ele está mais velho e diz nunca se esquecer de Jamie.
No Livro a história se passa na década de 1950.
No livro o pai Landon é um político, não médico e os pais dele não são separados, o pai de Landon vive fora, por isso é tão ausente.

Confira o trailer:



Minha nota 4/5, o filme é muito na minha opinião, ou seja, não sou muito adepta desse tipo de filme. 

Mas, se você gostou deixe seu comentário. 

domingo, agosto 18, 2013

[Filme - Reassistindo] - Percy Jackson e o Mar de Monstros

Não, você não leu errado o título desse post.  Afinal, não é péssimo ter a opinião de duas pessoas sobre o mesmo filme. Então, se você quiser ler o livro antes confira aqui ou a resenha da Lua sem spoilers aqui. Caso tenha um coração forte, pode continuar a sua leitura. 


Sinopse: O aniversário de 17 anos de Percy Jackson foi surpreendentemente calmo, sem ataques de monstros ou algo do tipo. Entretanto, uma inocente partida faz com que Percy e seus amigos se vejam desafiados a um jogo de vida ou morte contra um grupo de gigantes canibais. A chegada de Annabeth traz ainda outra má notícia: a proteção mágica do Acampamento Meio-Sangue foi envenenada por uma arma misteriosa e, ao menos que seja curada, todos os semideuses serão mortos. Não demora muito para que Percy e seus amigos tenham que enfrentar o mar de monstros para salvar o local.

Já deu para perceber que Percy irá se meter em grandes confusões.  Só que a minha aventura começou na fila para comprar o ingresso, onde deu para perceber qual era a expectativa do filme, para os que não eram fãs, pois até ouvi que Sally era uma pessoa que se transformava em baleia, além de ser uma simples humana. Passado esse choque inicial consegui entrar e me preparar para assistir ao filme, e quando ele começou eu...desanimei totalmente. Sim você leu corretamente, eu me desanimei. 

Pontos negativos ou fracos

Primeiro: Os campistas aparentemente têm mais que 12 anos.
Segundo: A Clarisse me pareceu mais uma filha de Afrodite do que de Ares.


Terceiro: O que o Grover está fazendo no acampamento?
Quarto: A névoa não existe, pois o Tyson afugentou escoteiros na montanha. (!?)
Quinto: Mudança da mitologia Grega, onde Cronos só não matou Zeus, Poseidon e Hades (!?), sendo que para os conhecedores da Mitologia a coisa é bem diferente. 

Sim, eu fiquei com a maior cara de choque ao ver isso, mas juro que tentei não me desanimar totalmente, pois o filme tinha coisas boas:

Pontos positivos ou fortes

Primeiro: Trilha Sonora muito boa e envolvente, afinal para mim a trilha sonora é um ponto importante no filme. 
Segundo: O diretor Thor Freudenthal, tentou corrigir os erros causados pelo diretor anterior Chris Columbus, com uma narrativa do Percy explicando sobre o pinheiro de Thalia e a proteção do acampamento Meio - Sangue. 
Terceiro: Os efeitos visuais estavam muito bons, afinal não é todo dia que vemos Ciclopes ganharem vida. 


Quarto: Apesar do Grover estar no acampamento, o entrosamento do Trio Principal (Logan Lerman, Brandon T. Jackson e Alexandra Daddario) com a personagem Tyson (Douglas Smith) estava muito legal. 

E parou por ai, pois algumas piadas, como a das Parcas chamando Percy de Cabeça de Alga eu ter achado legal o restante do pessoal pareceu não ter entendido.  Outros fatos como a visita a Ilha de Circe ficou meio confuso, afinal Policeno estava lá.  O fato de Percy e Annabeth terem ficados presos na ilha não foi mencionado. 

E a profecia, ficou mais confusa do que clara para aqueles que não leram o livro.  Mas, eu não sou a dona da verdade e deixo para vocês concordarem ou não com a minha opinião sobre o filme. 

Minha nota: 3,5/5, pelos motivos acima. 

Assistam ao filme e depois comparem a minha resenha com a da Lua. 

sábado, agosto 17, 2013

Gossip Girl Acapulco!

Oi? é isso mesmo que vocês leram!!!

O México acabou de lançar uma versão própria da nossa série Amada, Gossip Girl.



aqui podemos ver um trailer da série e fica bem óbvio que ela será um remake bem fiel as cenas que já vimos em GG ( até as roupas da QueenB, em algumas cenas nota-se que são iguais)


Apesar disso, alguns pontos divergentes já gritam para nós. Começando pelo nome dos personagens:

Blair Waldorf virou Bárbara FuenMayor
Serena Van der Woodsen virou Sofia López-Haro
Chuck Bass se tornou Max Zaga
Nate Archibald passou a Nico de La Vega ( zorro, oi?)
E os irmãos Humprey se tornaram irmãos Parra.


Querem uma notícia boa? Dorota ainda é Dorota *_* aêee \o


Além disso, há boatos de que só farão 3 temporadas da série, diferente da original que teve seis temporadas para nos viciar em sua história.

A série já teve também um clipe com sua música tema divulgada! Dêem uma olhada, pois traz persos da série no videoclipe.



e ai, quem aqui pensa em assistir?

Comentem!

E pra terminar o post bem...

Vocês sabem que me amam..

Xoxo

[Filme] Percy Jackson e o Mar de Monstros

Olá, pessoas!
depois de um bom tempo sem postar, trago pra vocês mais uma resenha de um filme que estreou ontem e e pretendo ver mais vezes: Percy Jackson e o Mar de Monstros.

O filme, como sabem, é baseado na saga de Rick Riordan e este é o segundo livro.
Na trama, vemos que a barreira mágica que protege o Acampamento Meio-Sangue corre risco, pois o pinheiro que protegia o local é envenenado e Clarisse, filha de Ares, é designada para a missão. mas Percy (Logan Lerman), Annabeth (Alexandra Daddario), Grover (brandon Jackson) e Tyson, um ciclope filho de Poseidon irão atrás de uma toaha de ouro de nome velocino, que se diz que cura tudo e é guardada por um ciclope meio cego e malvado chamado Policeno.
O filme foi bem feito, em comparação com o livro se desvia de algumas coisas, mas no todo o segundo filme de Percy Jackson é divertido, te guia por uma aventura no Triângulo das Bermudas. e te alerta pro surgimento do Titã cronos, o pai dos deuses e o mais malvados de todos. Ou seja, o Acampamento Meio-Sangue e o Olimpo não estão seguros.
quem não foi, vai ver o filme. quem foi, vai ver de novo, por que vale a pena!

Elenco de Fallen: Lucinda e Daniel escolhidos!!

Lauren Kate postou em seu site oficial os nomes dos atores que agora oficialmente darão vida a Luce e Daniel nos cinemas!!



Tradução: 

"Caros leitores, é com grande satisfação que eu revelo sua Luce e Daniel... 
Addison Timlin como Luce
Jeremy Irvine como Daniel
Seus testes são empolgantes. Eu sei que vocês vão amá-los no Cinema.
Fique ligado para o anúncio de Cam...
Todo o meu amor,
Lauren. "
 
 E ai fãs de Fallen, quem curtiu? Eles são como vocês imaginavam Luce e Daniel? E quem vocês cogitam para interpretar Cam?


fiquem ligados aqui no blog que logo vem mais notícia!

 
 
 

quarta-feira, agosto 14, 2013

Feliz dia dos Pais

Eu sei eu sei... o dia dos pais foi domingo..mas...todo dia é dia de homenagea-lo certo? 


Seguindo a mesma lógica do Fala Sério, mãe a autora Thalita Rebouças nos mostra o relacionamento entre pai e filha, e cá entre nós a Malu é muito divertida. 

Sinopse: As desventuras e percalços de um pai de primeira viagem, desde a descoberta de que estava “grávido” até a saída de sua primogênita de casa, aos 21 anos – nada escapa ao texto leve, descontraído, bem-humorado e antenado com a juventude típico da autora carioca. Dividido em pequenas crônicas, imperdíveis e deliciosas, agrupadas conforme a idade da protagonista, Thalita dá voz tanto ao pai quanto à filha – ou vocês acham que Malu deixaria de tagarelar um pouquinho? Impossível!

Na primeira metade do livro, a história é conduzida por Armando. Mas é Malu quem assume a narrativa na outra metade, após um episódio marcante em sua vida – um rito de passagem comum a toda mulher, quer dizer, garota, e no qual todo pai percebe que a “menininha-dos-seus-olhos” cresceu. Provocando risos ou enternecendo, as histórias são factíveis e poderiam ter ocorrido em qualquer lar com todo tipo de pai – o que comprova o talento de Thalita Rebouças para retratar as personagens, situações, sensações e experiências que cruzam a vida das jovens, seu público fiel e crescente.

Seja na voz de Armando ou na de Malu, Thalita dosa emoção e risadas na medida certa em diálogos sobre fraldas, namorados, viagens, beijos, festas, sutiãs, entre tantos outros temas que atormentam e aborrecem todo pai, sem exceção, mas sem os quais ele não viveria – afinal, mesmo “burra velha” e criada, toda filha será sempre a “menininha-dos-seus-olhos”. Um presentão de pai para filha e de filha para pai!

Vai me falar que essa sinopse não é super fofa? Com um toque de humor que nos faz seguir de uma página a outra a autora mostra os passar dos anos de Malu, e as frias que ela colocou o seu pai durante a adolescência.  Juro que me identifiquei com algumas coisa, como o primeiro namorado. De verdade meninas, quem nunca viveu uma situação embaraçosa com o pai, que atire a primeira pedra. 

Mesmo com o pai, a Malu não deixa de ser aquela menina alegre, e de personalidade forte que conhecemos em Fala Sério,Mãe! E apesar das pindaíbas que o pai enfrenta após o divórcio ela mantem a leveza do livro.

Assim como a Malu, eu iria entrar em panico se o meu pai narrasse os meus 12 anos de vida... com seu jeito estabanado Armando demostra ser um pai super preocupado e amoroso com a sua primogênita. 

Que tal conferir essa aventura junto do seu pai? 

Autor do Mês - Nicholas Sparks

Finalmente, depois de 14 dias escolhemos o nosso autor do mês, o motivo.... Ele é presença confirmada na Bienal do Rio de Janeiro. Confira abaixo:

Nicholas Sparks

Nascimento: 31 de Dezembro de 1965
Morte: ?

Mini - biografia

Nicholas, nasceu em Omaha, Nebraska, porém viveu sua juventude em Fair Oak, na Califórnia e atualmente vive na Carolina do Norte com a família.  Estudou na Universidade de Notre Dame e se formou como economista, mas seu grande sonho era se tornar um atleta, porém teve de abandonar o sonho ao sofre um grave acidente. 

Começou a escrever quando trabalhava com informações médicas e conheceu Theresa Park, agente literária que se propôs a representa-lo  vendendo os direitos do seu primeiro romance: Diário de Uma paixão para a Warner Books e no Brasil ele é publicado pela Editora Novo Conceito.

Obras

Wokini (Coescrito com Billy Mills) (1995)
Diário de uma Paixão (1996)
Uma Carta de Amor (1998)
Um Amor para Recordar (1999)
O Resgate (2000)
Uma Curva na Estrada (2001)
Noites de Tormenta (2002)
O Guardião (2003)
O Casamento (2003)
Three Weeks With My Brother (2004)
O Milagre (2005)
À Primeira Vista (2006)
A Escolha (2007)
Querido John (2007)
Um Homem de Sorte (2008)
A Última Música (2009)
Um Porto Seguro (2010)
O Melhor de Mim (2011)
Uma Longa Jornada (2013)

E  duvido que aqui não tenha ninguém que já não tenha visto um dos filmes baseados na obras dele.

Filmes

Diário de uma Paixão (2004)
Uma Carta de Amor  (1999)
Um Amor para Recordar  (2002)
Noites de Tormenta (2008)
Querido John (2010)
Um Homem de Sorte (2012)
A Última Música (2010)
Um Porto Seguro  (2013)
O Melhor de Mim  (2014)

Fique atento que em breve teremos resenhas do autor.

segunda-feira, agosto 12, 2013

Perdida: Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo



Hoje vamos falar sobre "Perdida", um livro nacional da autora Carina Rissi e lançado pela editora Baraúna.

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...



“Perdida” está bem ao nível dos “Young-adult” em alta nos dias de hoje. É um romance muito bonitinho, leve e encantador, daqueles que te dá vontade de sair por aí procurando seu príncipe, ou como aqueles filmes de romance fazem, chorar.



Como não se apaixonar por Ian? Sério, é uma tarefa impossível. Ele é apenas um amor de pessoa e foi meu personagem favorito da história, juntamente com Elisa. Embora desejasse saber e ver mais dessa personagem.



Sofia também é bem divertida algumas vezes, embora em outras tenha me irritado. Não consigo pontuar exatamente o que, talvez sua ânsia de viver no futuro com Ian ali tenha me incomodado, mas eu entendo. Foi parte do desenvolvimento da personagem.


Ainda sim, algumas partes pareceram um tanto forçadas, como se a autora exagerasse um “cado” nas estereotipias de época. Sobre isso, destaco algumas falas da Sofia.



Achei muito interessante a ideia do plot, entretanto uma pergunta ficou: Não seria viver no passado tão grave quanto viver no futuro?



A personagem da “fada madrinha” não me agradou muito, me pareceu um tanto infantilizado.



A ideia era que Sofia voltasse ao passado para se encontrar e uma de suas características era viver sempre a frente de seu tempo. Nunca no presente. E a viagem a ajudou, só que agora ela ficou presa no passado.



Confesso que imaginei um final diferente para a história, onde Sofia não ficasse tão ligada ao passado, de maneira que ela não pode prosseguir com sua vida. Não sei ao certo, talvez ela poderia reencontrar Ian no presente ao algo assim...



De qualquer forma, adorei ler o livro. Ele conseguiu me despertar coisas muito boas e foi incrível o quanto eu senti por Ian e Sofia e a dificuldade de seu relacionamento. Realmente me conectei com isso e devo dar créditos a autora sobre como a relação dos dois se construiu.



Vi que ele vai ser transformado em filme e se por um lado eu fico bem feliz pela autora, fico bem apreensiva com o resultado que pode ter...



Também fiquei sabendo que a autora planeja uma continuação para “Perdida” e espero que ela seja bem criativa, pois mesmo que já esteja com saudades do casal principal, tudo pareceu bem amarrado e “sem espaço” para uma continuação. Que Carina me prove errada!



Nota: 3,0 / 5

segunda-feira, agosto 05, 2013

Bienal do Livro do Rio de Janeiro - 2013

Olá leitores!

Hoje eu trago uma dica de programa bem legal para realizar no final de semana. Apesar de estar longe, já é possível se programar para a Bienal do Rio 2013


E esse ano o país homenageado é a Alemanha, abaixo você confere a lista dos autores alemães e seus livros:

Llija Trojanow


Nasceu em Sofia, na Bulgária, em 1965. O colecionador de mundos, seu segundo romance, foi finalista do Prêmio Alemão do Livro de 2006.


 Obras - Companhia das Letras

O Colecionador de Mundos (2010) | Degelo (2013)

Manfred Geier


Nasceu em Opava,  na República Checa, em 1943.


 Obras - Record

Do que riem as pessoas inteligentes? (2011)

Reinhard Kleist


Nasceu em  Hürth, na Alemanha em 1970.


 Obras - 8inverso

Castro (2011) | Johnny Cash - I see a darkness (2009) | Johnny Cash - Uma biografia | Elvias a Biografia Ilustrada (2009)

Wladimir Kaminer


Nasceu em Moscovo, antiga União Soviética, em 1967.


 Obras - Globo

Balada Russa (2005)

E não fica por ai não! A Bienal, traz outros autores internacionais como Nicolas Sparks, e autores nacionais como a Thalita Rebouças.

Em breve, traremos mais detalhes da programação do evento.

quinta-feira, agosto 01, 2013

The House of Hades

Oi leitores!

Quem já leu a Marca de Atena deve estar mega curioso para saber o que vai acontecer no  próximo livro. Pensando nisso a Editora Intrínseca trouxe uma novidade para vocês.


O livro terá sua tradução publicada juntamente com a versão em ingles, em... Outubro de 2013... Sim você leu certo. Em outubro teremos novidades.  Agora se você não leu a Marca de Atena. NÃO CONTINUE A LEITURA.


***SPOILER***



Em A Marca de Atena, Annabeth e Percy caem em um poço que os leva direto ao Tártaro. Os outros cinco semideuses devem colocar de lado sua dor e seguir as instruções de Percy para encontrar o lado mortal das Portas da Morte. Se eles conseguirem vencer as forças de Gaia pelo caminho, e Percy e Annabeth sobreviverem à Casa de Hades, então os Sete serão capazes de fechar as portas de ambos os lados e evitar o levante dos gigantes de Gaia. Por outro lado, se as portas forem seladas, como Percy e Annabeth escaparão?

Eles não têm escolha. Se os semideuses não tiverem sucesso, o exército de Gaia nunca poderá ser derrotado. Eles não têm tempo. Em cerca de um mês, os romanos marcharão sobre o Acampamento Meio-Sangue. Nunca antes os riscos foram tão grandes.


[Livro] Que tal um mistério?

Oi leitores!

Hoje eu trago para vocês um livro que li a pouco tempo, e adorei! Se bem que eu sou meio suspeita para falar, porque A-D-O-R-O  os livros dela. Então vamos a uma resenha de Agatha Christie. 


O livro foi publicado em 1928 e o detetive principal é Hercule Poirot,

Enredo

Aventura vivida, em sua maior parte, na Costa Azul, litoral sul da França e Montecarlo (onde os ingleses abastados passavam o inverno). Um milionário americano compra o famoso rubi “Coração de Fogo” e presenteia a sua filha, Ruth Kettering. É parte de um maravilhoso colar muito cobiçado por ladrões e colecionadores. Ruth não é feliz no casamento e se interessa por um ex-namorado com quem não se casou porque o pai foi contra a sua vontade, já que o sujeito não era muito honesto. Visto que o marido da filha também se revelou um aventureiro e arranjou uma amante, o milionário sugere o divórcio e inicia os procedimentos legais para tanto. Durante a viagem no “trem azul” em direção a Nice, Ruth é assassinada e o rubi roubado. Por ironia do destino um dos passageiros era Poirot, que será encarregado pelo pai de Ruth de descobrir o assassino. A situação é complexa, mas Poirot contará com a ajuda de outra passageira, Katherine Gray, para resolver o mistério.(Fonte: Wikipedia)

O que eu posso dizer? O inicio do livro é meio cansativo, assim você demora para pegar o ritmo. Mas, quando você pega, só para quando  o livro finalmente termina, te deixando com um gostinho quero mais!

E como sempre, você acha que sabe quem é o assassino, Poirot te surpreende revelando ser outra pessoa.

Nota: 5.0/5.0 

Hoje a resenha é breve, mais logo trago mais novidades para vocês. 

Cante Para Eu Dormir

Olá Neblineiros!

Estou aqui hoje para falar sobre o livro "Cante Para Eu Dormir" da autora Angela Morrison, que está no Brasil através da Editora Pandorga.

"Eu não tenho beleza dentro de mim como ele tem. Eu sou a Besta. Feia. E isso é tudo sobre o que posso escrever."




Lágrimas, lágrimas e lágrimas. Esse podia ser um resumo para o livro "Cante Para Eu Dormir". Eu derramei algumas logo no início. 

A vida de Beth não é fácil. Ela é uma menina feia e bem, não é fácil viver quando se é assim. Ela nunca teve contato com seu pai. Na escola, um trio de meninos faz questão de fazer a vida dela um inferno, e uma grande plateia está sempre lá pra assistir.

A única exceção nisso tudo é Scott. Eles são amigos desde pequenos, entretanto ele nutre por ela algo a mais. Ela só não consegue acreditar. Como acreditaria?

Outro momento de alegria é o coral. Se tem uma coisa que Beth sabe que pode fazer e muito bem é cantar.
E é o coral que a leva para um mudo totalmente novo. Leva-a para Derek. 

Sabe quando você tem o pressentimento que algo muito ruim está pra acontecer? Pois é. Foi isso que eu comecei a sentir quanto ao enredo do livro. Tudo estava se resolvendo para Beth, de certa forma. Algumas complicações aqui e outras ali, mas ela finalmente conseguiu conhecer o amor. Mas segredos sempre vêm à tona...

Devo confessar que o relacionamento de Derek e Beth me irritou um pouco no início. Estar na mente obcecada de uma adolescente apaixonada pode ser torturante.

O personagem Scott também me irritou um bocado, apesar de ter sentido pena dela algumas vezes, mostrando que sabia agir como um verdadeiro idiota.

Mas aí, após uma parte do livro, que não chega a tempo suficiente para te impedir de ficar um tanto irritada com os personagens, você já não se importa mais...

Como uma sucker por romances dramáticos ou dramas românticos, como preferir, o resultado não poderia ter sido diferente. Eu adorei.

Ainda assim, o achei um tanto parecido com "Entre o Agora e o Nunca" (sem querer dar muito spoiler, mas tem a ver com algo que acontece com a figura masculina principal). Só que com um final melhor, claro. Bem melhor. Não digo quanto ao enredo, talvez... Gosto muito do enredo de "Entre o Agora e O Nunca", embora ache que a autora poderia ter tomado rumos mais interessantes. Mas definitivamente sim para o final, meu ponto de destaque para o livro.

(Se quiser saber mais sobre o final, tem um pequeno spoiler no final do post, que precisei comentar.)

Confesso também que apesar de ter imaginado um curso diferente para Scott e Beth, chega a um ponto do livro onde você pode ver onde o túnel vai dar. Não o torna menos emocionante, mas perde o elemento surpresa, caso você se liga nessas coisas.

— Provavelmente vai piorar antes de melhorar — ele sai da cadeira e se agacha perto da minha.
Olho para seus olhos profundos e angustiados e vejo a preocupação espalhada em sua fronte.
— Vai melhorar?
— Talvez. Sem garantias 

Se você decidir se entregar a este livro, eu apoio a ideia, mas pegue sua caixa de lenços e prepare-se.

Nota: 4.0 / 5.0

Bônus: Quer sentir o clima do livro? Acho que a música Safe & Sound (TaylorSwift ft. The Civil Wars) é perfeita pra isso. A letra lembra muito o livro!

*Spoiler*

*Spoiler*

*Spoiler*

*Spoiler*
   
O final é sem esperanças. É diferente de quando um livro termina e você implicitamente sabe que o personagem vai ficar bem. Entretanto, tudo o que eu senti com a última frase do livro foi a dor dela.

É doloroso, mas como mencionei em cima, é o meu ponto de destaque para o livro.