quinta-feira, outubro 24, 2013

Jamie Dornan confirmado como Christian Grey em 50 Tons de Cinza!


Quem lembra do Jamie Dornan em Once Upon a Time como nosso querido caçador?




Pra quem se desesperou com a morte dele na série, agora a novidade: ele será Christian Grey no filme da trilogia 50 tons de cinza.

Charlie Hunnam foi o primeiro a ser confirmado como Grey, mas o ator acabou desistindo do papel depois.
Eu gosto de Jamie, acho ele um ator particularmente talentoso e bonito. E ai, vocês aprovaram ele no papel? 
comentem! 

 

Saiu o sneak Peek do Beijo de Emma e Captain Hook!

Olá Oncers!!!

Finalmente liberaram o sneak peek do beijo Captain Swan!! E prevejo que logo teremos um triangulo amoroso complicado entre neal, emma e hook!



quem curte esse novo casal? 



terça-feira, outubro 15, 2013

2° temporada de Beauty and The Beast

Quem aqui acompanha beauty and the beast estava alucinado pela segunda temporada. A forma como a primeira terminou e deixou as coisas, com vincent capturado e desaparecido, deixou os fãs malucos! 

Eu sou uma delas. 



Todos esses dias vim acompanhando a estréia de novas temporadas de várias séries que adoro, mas nenhuma superou o primeiro episódio da 2° temporada de Beauty and the Beast. 

O episodio inteiro foi super intenso e cheio de surpresas. Vince sem memória. Pobre Cat. 3 meses o procurando para no fim ele nao se recordar mais dela e nem de ninguém. 

Mas como Beauty and the Beast não é de decepcionar.. vimos o novo vince, a máquina preparada para cumprir missões e matar, interromper sua missão - temporáriamente pelo menos - para salvar cat! 

e cá estamos nós de novo! 

a melhor música do episódio foi 'I can’t make you love me' e foi tão triste e bonita e ideal para o momento em si. tudo ao mesmo tempo. Beauty and the Beast sempre tem as melhores músicas.

enfim, a série demorou mas voltou! E já estou viciada nela! 

Entao acompanhem o blog pois logo tem mais comentário aqui sobre nossa torcida pela Bela e a Fera juntos novamente. 

nota 4, 6/5



segunda-feira, outubro 14, 2013

2° temporada de Arrow

Arrow voltou com tudo, minha gente!

Já nos primeiros minutos vimos Felicity e Diggle seu jogando na ilha Lian Yu.
Oliver não aguentou lidar com a morte do melhor amigo e resolveu fugir da vida urbana, se jogando na ilha aonde naufragou por 5 anos.

Como ele conseguiu chegar lá e como eles conseguiram sair de lá depois foi meio WTF pra mim, mas ok! Ignoremos.

Starling City está caótica e perigosa agora com a revolta dos moradores do Glades.

Roy Harper se encaminha cada dia mais para ser o ajudante do Arqueiro verde. AMO! E quem foi aquela que ajudou Roy? Canário Negro? Poxa eu acreditava tanto que eles ainda dariam um jeito de usar a Laurel como canário negro um dia!!! #frustrada

Oliver e Laurel estão na mesma enrolação de sempre, é irritante. Sou #TeamFelicity
para piorar agora ela culpa o arqueiro verde pela morte de Tommy. Oi filha? o pai dele era psicopata! seriously?

Isabel Rochev ainda é uma incógnita para mim. Será ela a vilã Japonesa blonde que sempre vemos pela série?

E quentin Lance? agora ele é aliado do Arqueiro? se tornará ele uma versão do Comissário Gordon para o nosso vigilante?

O final foi o melhor. Temos o herói de volta a ação e agora se aceitando finalmente como herói e não mais como vingador. Creio que teremos seu nome oficial lançado na série no próximo episódio. estou ansiosa e acreditando piamente que essa segunda temporada tem tudo para ser ainda melhor do que a eletrizante primeira ja foi.

nota: 4,5/5

domingo, outubro 13, 2013

[Livro] Cidades de Papel

Hoje vamos falar sobre mais um livro do Autor do Mês: John Green. "Cidades de Papel" ou "Paper Towns", em seu título original foi lançado em 2008, bem antes de "A Culpa é das Estrelas" e chegou aqui no Brasil através da Editora Intrínseca.

Confira a resenha de "A Culpa é das Estrelas" e "O Teorema Katherine".


Sinopse:

Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita.

Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.

Lembro-me que logo após finalizar a leitura de "A Culpa é das Estrelas", comecei a dar uma olhada nos outros livros de John Green, pois me apaixonei pelo seu jeito de escrever e faço questão de ler todos os seus livros.

"Cidades de Papel" não necessariamente chamou a minha atenção por conta de sinopse... Queria ler mais por conta de ser do John. Aliás, lembro de ter lido alguns quotes legais do livro pelo tumblr.

Como já era de se esperar, o livro é ótimo. Nada me surpreendeu a qualidade da escrita, a qualidade dos personagens... o livro em si, para resumir. É, talvez eu esteja puxando um pouquinho o saco do John, but I have no regrets rs. Está certo que o livro não entrou para os meus favoritos. Ainda sim, ele é muito bom.

Eu tenho que dar destaque para Quentin, Ben e Radar: três amigos nerds, super engraçados e que costumam fazer comentários sem noção, principalmente o Ben. Impossível não gostar desses três! É interessante que apesar de vermos através da sinopse, que o livro fala sobre o romance entre Q. e Margo, ele também fala muito sobre a amizade.

"Sabe qual é seu problema, Quentin? Você espera que as pessoas não sejam elas mesmas. Quer dizer, eu podia odiar você por ser tão pouco pontual e por nunca se interessar por nada que não seja Margo Roth Spiegelman (...) Mas eu não ligo, cara, porque você é você."

A personagem que eu mais tive dificuldade de me entender foi... Margo Roth Spiegelman. No início do livro, eu até me simpatizei com ela, entretanto aos poucos, o quadro foi invertendo e eu passei a achar suas atitudes bem irritantes. No final, ela até consegue recuperar um tanto da minha simpatia, mas foi a personagem que eu menos gostei.

Um tanto irritante também, foi a relação entre Q. e Margo... na verdade, a certa obsessão que Quentin desenvolve por ela. É... fica bem irritante. Mas mais pelo fato de que eu acho que o Quentin não merecia passar pelo que ele passou, ter que abrir mão das coisas que ele abriu por causa da Margo. Claro que o Quentin não enlouqueceu e até foi bom ele ter se mantido "firme" em determinadas situações. Em alguns momentos, sim, foi fofo, porém preferia as partes que o Q., apesar de desenvolver suas ações em torno de Margo durante todo o livro, não estava diretamente ligado com ela; os momentos com Radar, Ben e até mesmo sozinho.

Ainda sim, é compreensível, visto que o próprio Quentin transita por uma fase de idealização da Margo, onde ele se encontra apaixonado "pela ideia que ele tem sobre ela", o choque de ver que talvez ele tenha exagerado e a aceitação da verdadeira pessoa.

"(...) no final das contas, ouvir faz com que se exponha muito mais do que as pessoas a quem se estava tentando escutar."

O livro é dividido em três momentos, que podemos dividir como: "Com Margo", "Sem Margo", "Correndo atrás de Margo". Sim. Como eu disse, todas as atitudes do Quentin são tomadas em torno de Margo Roth Spiegelman e o que poderia se tornar chato e cansativo, é facilmente contornada e feito com excelência por John Green e sua narrativa cativante. Não sei definir qual é a minha parte preferida. Gostei delas de maneiras diferentes e nenhuma é inferior a outra. John consegue manter o ritmo durante todo o livro. Entretanto, talvez me inclinaria um pouquinho a mais para a última parte.

"Cidades de Papel" tem muitos momentos engraçados que me fizeram ter que disfarçar o riso em público, me segurar para não rir alto.

Considero que, apesar de ideia central, o ponto central do livro, ser, aparentemente, o relacionamento entre Margo e Quentin, John Green vai muito mais a fundo e trás questões sobre como compreendemos o próximo. Isso em um sentido mais profundo do que "apenas" o respeito que devemos ter com outras pessoas, mas reflexões que englobam a abordagem visual e emocional que desenvolvemos uns com os outros, nossas relações e conexões... como se desenvolve, como se mantém.

"Quando foi que nos olhamos cara a cara? Não até que você tivesse visto através das minhas rachaduras, e eu, das suas. Antes disso, estávamos apenas observando a ideia que fazíamos um do outro, tipo olhando para sua persiana sem nunca enxergar o quarto lá dentro."

Vale a pena ler? Com toda certeza.

Ainda continuo querendo ler "até a lista de supermercado" de John Green.


Nota: 4, 8 / 5, 0

Estréia de The Originals

The Originals finalmente teve sua esperada estréia!!



Devo assumir: a Premiere não foi muito animadora. Vimos basicamente o que já havia sido liberado anteriormente, apenas com a pequena mudança do ponto de vista da história agora ser do original Elijah e não mais do nosso querido psicopata Niklaus.

Assisti porque estava curiosa e ansiosa, mas não foi muito empolgante. Estamos todos loucos por saber o que mais irá acontecer na louca Nova Orleans dos Vampiros.

A série foi melhorar em seu segundo episódio, aonde pudemos ver os Originais mais em ação, arquitetando um plano para roubar a coroa de Marcel na cidade.

É meio irritante toda essa loucura do Klaus de empalar os irmãos. Eu estava gostando tanto da quimica dele e do nosso doce Elijah trabalhando juntos!!

Para compensar no outro episódio tivemos a introdução de Rebekah a Nova Orleans. E  ela chegou pra abalar. Rebekah está mais confiante em The Originals, assim como Klaus aos poucos, se mostra um pouco mais complacente, um pouco mais.. humano em relação a seus laços familiares. Não é isso que sempre quisemos deles em TVD? não é o que nos fez gostar tanto de Klaroline? O lado mais sentimental que ela trazia ao klaus? mais complacente?  quem concorda comigo, vai amar The Originals!


p.s: por falar na Caroline, será que ainda a enfiarão na história? estou começando a ficar receosa que se ela demorar muito na universidade a lobinha Hayley poderá roubar novamente o coração de um dos machos da Caroline. É a sina dessas duas?

nota 5/5


sábado, outubro 12, 2013

Desabafo! #1

Olá galerinha, tudo bem?
Como podem perceber agora tem mais uma novidade rolando no blog. Teremos mais um cantinho alem de Resenhas, livros, serie, e história. Essa nova seção aborda temas reflexivos e desabafos. Eu sou antiga do blog, por causa da minha vida corrida ando sem tempo para resenhar, então eu sugeri e tive aprovação para dar abertura dessa nova seção "Desabafo!" tem quase mesma regra que o autor do mês. Ele estará aqui a cada começo do mês ou próximo a data que foi dada a mudança do autor no blog. Os assuntos serão abordados ou não com o tema parecido que o autor abordar nos seus livros ou série, no final de cada texto vou dizer qual foi a fonte de inspiração. Caso que tenham um assunto ou história que gostariam que eu abordasse podem entrar em contato. Espero que gostem e boa leitura!

*******************

“Alguns infinitos são maiores que os outros”.

Quem já leu um certo livro deve reconhecer essa frase. De tantas outras falas belas que eu podia citar no mesmo livro, mas não podia deixar a frase demonstrada de lado, afinal foi uma (se não a única) que realmente me fez parar e pensar.

De toda a minha vida, eu sempre fui estimulada a pensar que eternidade não tem tamanho, que a eternidade era algo tão infinito quanto contar as estrelas no céu em um noite no sítio. A limitação que a frase deu foi algo como despertar para mim, um despertar que nem sempre o infinito era tão longo, que até mesmo o mar tem o seu fim. Foi a frase que me fez entender o real sentimento de pessoas que enfrentam incansavelmente vencer a batalha contra o câncer que impregna como velho amigo no seu corpo.

A frase que me ensinou o verdadeiro sentido de limite. Os infinitos para quem tinha câncer era limitado pelo tempo e prolongado pelo remédio quando existia efeito, eles não tinham noção o ponto final do limite. Podia ser em algumas horas, alguns dias ou anos. O tempo, apesar de preocupante, era algo insignificante quando tenta marcar a sua vida em alguma coisa na terra.

Mas o tempo lhe demonstra outras coisas, não somente de preocupar se sentir bem ou fazer algo para ver quem era próximo a você sentir feliz apesar de tudo. O tempo também demonstra o medo, medo de errar e acabar com seu infinito, medo de dar decepção e não lidar com isso, o medo de amar e não ser correspondido. O medo, era rotina, o medo era mais uma batalha que enfrentamos para viver.

O medo era e ainda é uma praga humana, o medo nos dar um limite menor do limite real que sua capacidade lhe apresenta. Já ouvi dizer que o medo era algo na nossa mente, mas discordo, o medo era um meio de encontramos uma coragem profunda do nosso ser. O medo é nosso dom e nossa maldição.

Há vários tipo de medo, medo de viver, medo de pensar, ou enfrentar umas verdades que a outra pessoa pronuncia. Não era só pessoas declaradas em viver menos por câncer tinha isso, os deficientes também sentem. Cadeirante, Cego, Surdos e amputados.

Eles sentem medo de se expor até certo ponto com medo das críticas, por serem diferente da imagem real que a sociedade atual impõe. Sentem medo de provocar preconceito e não saber lidar como, o medo o fazem fechar em um grupo de pessoas que seria o seu igual. Como se existisse uma sociedade dentro de uma outra sociedade.

Talvez essas pessoas que sentem medo não tenha alguém que lhe segurasse até criar um raiz forte o suficiente que nem a mais violenta tempestade o arranca no solo. Ter alguém que lute por um período de tempo o suficiente para lhe ensinar a ter coragem, ter alguém que lhe guia e lhe ensine a moldar um molde único mas tão parecido com imagem real da sociedade, alguém que lhe de esperança.

Uma esperança que tudo pode mudar, uma esperança que em algum futuro próximo que todos os deficientes, da saúde ou físico, possam ser visto como uma imagem alternativa da sociedade, ao lado da imagem de uma pessoa com saúde. A esperança é a base para toda luta, uma base para enfrentar cada prego, cada buraco sem fundo, cada muro alto, cada preconceito para chegar a sua realização e fazer ser alguém marcante na vida aos seus próximos.

Esperança é seu infinito. A esperança é seu revolver e espada, é seu grito de guerra no meio do barulho da modernidade. Se perder, aprenda seu erro, nunca sai com cabeça abaixada demonstrando seu corpo derrotado e cheio de ferida. Demonstra que a batalha pode estar perdida, mas enquanto viver, enquanto seu coração bater e mandar sangue para seu cérebro, enquanto sentir qualquer mínimo sentimento no íntimo da alma, a guerra não está acabada. A guerra só acaba quando sua vida demonstrar um fim.

Até lá Sente o medo para ter coragem.
Até lá Sente limite para se desafiar.
Até lá Desafia quem o enfraquece.
Lute para vencer.
Lute para marcar sua existência em alguém.
Lute para ser lembrado sem ter medo do seu futuro.
Vive o hoje, mas planeje o amanhã sem saber ao certo da linha do seu destino.
O importante é sobreviver, é amar, é sentir, e lutar.

Ok?
Ok.


base do texto: A Culpa é das Estrelas, autor  John Green.

estréia da 5° temporada de The Vampire Diaries!

Olá minha gente!

Review dupla hoje, pois acabei de ver o ep.02 da 5° temporada de TVD!



E Meu Deus do céu, a quinta temporada trouxe TVD de volta com tudo! ela está com aquele ar dos bons tempos da série, a la 1° e 2° temporada. Tem mistério, tem conexão entre os personagens e o  melhor, saimos de toda aquela novela mexicana dramática de tudo girar somente em torno de Elena.

Os perseguidos desta temporada até agora são Stefan e Katherine! E  por falar nela..  estou adorando ver Katherine Petrova humana.

a combinação Katherine + Matt + Jeremy ficou demais! trio de humanos maravilha chegando minha gente!

por falar nele, Matt pelo visto terá um destaque maior esta temporada e estou adorando isso.

Jeremy e Bonnie são um amor com todo aquele sofrimento pela morte dela, por mais ninguém saber disso e por eles não conseguirem se tocar. Tadinhos!

Caroline nesse começo de temporada que anda sofrendo! De rainha dos boyVamp em Mistyc Falls, passou a 0x0 na universidade. Cadê Klaus? Cadê Tyler? Pelo menos lhe restou um veterano misterioso em Whitmore. Sortuda!

Só eu que acho que Paul Wesley faz uma atuação de Bad Boy maravilhosa? ando gostando mais dele como Silas do que como Stefan. WTF? Campanha #ficaSilas

Enfim, aparentemente acertaram no enredo desta temporada. Está super empolgante e misteriosa. Nada melhor para o clima da nossa série sexy e sombria favorita!

nota 5/5


sexta-feira, outubro 11, 2013

3° temporada de Revenge!






Revenge já havia nos deixado louco com o trailer desta temporada que pelo visto recuperou o bom ritmo de vingança que nos viciou na 1° temporada.



Da mesma forma que a primeira, fomos lançados nos primeiros minutos da premiere ao final dos acontecimentos da temporada aonde ficamos perdidos e chocados com uma Emily Throne vestida de noiva e sendo baleada a bordo do que parece ser um barco luxuoso, que desejei loucamente que seja a versão 2.0 do  'Amanda'. 

seis meses se passaram desde o final chocante que tivemos na 2³ temporada. Jack não está na cidade, Nolan finalmente foi solto e Ems retornou ao Hamptons, mais uma vez noiva de Daniel Grayson.

Uma surpresa foi Charlotte aparentemente perder o bebê e aparecer toda adulta, linda e fatal. Praticamente uma mini-Victória. Cuidado com ela! foi o que senti na vibe da nova Charlotte.

Patrick e Margaux são personagens novos na trama. Tudo em torno de Patrick se mostra muito nebuloso para mim, mas senti um cheirinho de vingança por aí.  Mais um peão da Ems talvez?

Margaux parece ser apenas mais uma vadiazinha interessada em um bom partido Grayson ( aparentemente ninguém percebeu ainda que a familia Grayson perdeu sua fortuna). Senti que os dois tem alguma história passada mal contada aí. Cuidado, Ems, essa ai veio pra te dar trabalho!

Um ponto alto do episódio? Emily e Victória trabalhando juntas para dar um ponto final na história da Ashley nos Hamptons.  “O que nós somos, gostando ou não, é família”. Sábia Victoria!! 



Personagens que me deixaram em incógnita? Jack e Aiden. Os homens da vida de Ems serão sua ruína, me ouçam! 

Não quero dar mais spoilers, então paro a narrativa dos fatos de "Fear" por aqui. Em suma, foi um começo de temporada muito bom. Estou louca para ver o que mais Ems e Nolan irão armar contra os Grayson e quem mais tentar os impedir nessa temporada. 

Deixem as suas impressões sobre o episódio, para assim discutirmos mais um pouco! quem aqui não ama uma boa vingança?  afinal, alguém tem que pagar. 

nota: 4.5/5



quinta-feira, outubro 10, 2013

Postêr da 2° temporada de The Carrie Diaries!

Fãs de The Carrie Diaries, Pirem! Porque eu pirei!

finalmente saiu o Pôster da segunda temporada da série e com ninguém menos do que Samantha Jones acompanhando Carrie Bradshaw nele!


dia 25 de outubro a série volta ao ar! Resenharemos o primeiro episódio da nova temporada, então fiquem ligados, neblineiros! 


quarta-feira, outubro 09, 2013

Feira do Livro de Frankfurt 2013

Não sei se você reparou, mais, tem novidade no blog!

Eventos! Vamos trazer para vocês informações dos principais eventos literários que ocorrem no mundo. Porque? Porque, quando você puder, quem sabe pode planejar uma viagem até um desses locais e ver por si mesmo  essas feiras?

E quando forem nos contem hein!


Feira do Livro de Frankfurt 2013

É a maior de todas as feiras de livro no mundo. Sua primeira edição foi em 1949.

 O evento acontece sempre em outubro com mais de 7 mil expositores provenientes de 100 países e mais de 280 mil visitantes. Nomes de peso são convocados todos os anos, desde editoras, renomados escritores, agentes literários e até mesmo produtores de cinema de olho em possíveis adaptações. Todos vão a Frankfurt com as melhores ofertas.

 Desde 1988, um país é convidado para apresentar a literatura nacional. Este ano, o Brasil será homenageado na Feira do Livro de Frankfurt. A edição de 2013 acontece entre os dias 9 e 13 de outubro. (Fonte: Universia

Você também pode encontrar informações sobre a feira no site e já  aviso, o mesmo se encontra em inglês e alemão.

Os brasileiros homenageados são: Guimarães Rosa, Jorge Amado,  Clarisse Lispector, entre outros.

O escritor Paulo Coelho, informou que não irá comparecer, pois autores como: Thalita Rebouças, André Vianco, Carolina Munhoz e Raphael Draccon não foram convidados para o evento.  Você pode ler a reportagem completa aqui.

Espero que tenham gostado da novidade.  E quem for a feira, pode comentar com a gente.

domingo, outubro 06, 2013

Eu vi o primeiro Episódio de OUAT

É neblineiros, esse final de semana está animado!

E eu vi aqui para dizer qual foi a minha primeira impressão da nova Temporada de Once Upon a Time, que estreou nos E.U.A n dia 29/09.


Vou tentar conter a todos os spoillers possíveis ok?

Enfim, esse primeiro episódio mostrou que essa temporada a série está cheia de mistérios e que provavelmente será melhor que as temporadas anteriores.

Logo de cara, vemos Emma, Snow, Charming, Regina, Hook e Rumple, indo em busca do Henry na Terra do Nunca.

 E tem...sereias... porque pelos sneak peeks que foram liberados até agora vamos saber mais sobre a Princesa do Mar Ariel.

Só nos resta esperar os próximos episódios.

Minha nota 5/5, porque eu sou fã de OUAT.

Fique ligado no blog que traremos novidades sobre a série.


E não esqueça que hoje, 06/10 lança o segundo episódio da série, você não vai perder não é? 

sábado, outubro 05, 2013

[Filme] A Fera

Olá neblineiros! Hoje, está um ótimo dia para ler um livro, ver um filme ou curtir uma série. Bom..pelo menos  aqui em São Paulo, está ótimo para isso. Enfim... vamos a mais uma resenha?


Aproveitado que hoje, vai passar na Globo o filme, resolvi falar dele um pouquinho aqui no blog.

A Fera, do diretor Daniel Barnz é baseado no conto de fadas  de Jeanne-Marie Le Prince de Beaumont a Bela e a Fera, que acho que todo mundo já assistiu a versão da Disney.


Mais, você não se lembra da versão da Disney? Não tem problema, confira a sinopse do filme:

 Em uma pequena aldeia da França vive Belle, uma jovem inteligente que é considerada estranha pelo moradores da localidade, e seu pai, Maurice, um inventor que é visto como um louco. Ela é cortejada por Gaston, que quer casar com ela. Mas apesar de todas as jovens do lugarejo o acharem um homem bonito, Belle não o suporta, pois vê nele uma pessoa primitiva e convencida. Quando o pai de Belle vai para uma feira demonstrar sua nova invenção, ele acaba se perdendo na floresta e é atacado por lobos. Desesperado, Maurice procura abrigo em um castelo, mas acaba se tornando prisioneiro da Fera, o senhor do castelo, que na verdade é um príncipe que foi amaldiçoado por uma feiticeira quando negou abrigo a ela. Quando Belle sente que algo aconteceu ao seu pai vai à sua procura. Ela chega ao castelo e lá faz um acordo com a Fera: se seu pai fosse libertado ela ficaria no castelo para sempre. A Fera concorda e todos os "moradores" do castelo, que lá vivem e também foram transformados em objetos falantes, sentem que esta pode ser a chance do feitiço ser quebrado. Mas isto só acontecerá se a Fera amar alguém e esta pessoa retribuir o seu amor, sendo que isto tem de ser rápido, pois quando a última pétala de uma rosa encantada cair o feitiço não poderá ser mais desfeito.

É admito que eu também não lembrava. =] Afinal, faz muito tempo que eu assisti a esse filme. Assim como meta dos leitores. Tenho certeza.

A nova versão não é assim tão fantástica... Sério, você esperava ver o Horloge? Ou o Lumière?


 Não dessa, vez eles não estão presentes. Essa versão é mais colegial, e conta com autores conhecidos para o papel de a Bela e a Fera, não podemos nos esquecer é claro da Bruxa presente no Conto de Fadas.

A história do filme segue Kyle Kingson, um jovem que tem tudo, inteligência, beleza, riqueza e boas oportunidades, mas possui uma personalidade perversa e cruel. Após humilhar uma colega de classe, ele é amaldiçoado por ela para se tornar tudo o que ele mais despreza. Enfurecido com a sua nova e horrível aparência, ele vai atrás da garota e descobre que só terá a sua beleza de volta se fizer com que alguém consiga amá-lo, algo que ele considera impossível. Ao ver no que o filho se tornou, o pai do garoto manda-o para Brooklyn com uma empregada e um professor cego. No local, ele se envolve com Lindy Taylor,uma humilde e bela garota que faz com que ele se apaixone por ela,e ela também se apaixona por ele.
  
Princesa
  
Depois de fazer grande sucesso como a doce Gabriela em Hig School Musical, Vanessa Hudgens está de volta as telas fazendo a encantadora Lindy Taylor.  Uma garota esforçada que se vê obrigada a se mudar, depois do pai se envolver com marginais que ameaçam a sua vida.

Príncipe/Fera

Quem assistiu a Eu sou o nº Quatro, ou Alex Rider contra o Tempo, vai se lembrar de Alex Pettyfer, no papel de Kyle Kingson, o jovem que é transformado em Fera pela, bruxa não por não dar abrigo a ela, mais sim depois de despreza-la no colégio.
  
A Bruxa

Quem vê Mary – Kate Olsen hoje, deve se lembrar dela nos filmes infantis. Atualmente, ela e a irmã possuem uma griffe nos EUA, mais nada a impedi de fazer filmes. Em A Fera, ela é a Bruxa que transforma Kyle em um monstro horrendo, sendo que o feitiço só será quebrado se ele fizer alguém se apaixonar por ele.
  
Não vou me deter nos outros personagens que enriquecem a trama.  Como a empregada e o professor cego, que dão conselhos para Kyle de como conquistar Lindy.

Ao meu ver, o filme traz  para a geração atual, ou para os que assistiram o filme da Disney em 1991, uma boa releitura do clássico, pois o filme deixa bem claro que apesar de algumas pessoas serem muito bonitas por fora, por dentro elas são tão feias como uma Fera.

Minha nota 5/5 a meu ver o filme não tem problemas afinal é uma releitura de uma história que eu adoro.

Se você quiser, pode conferir o filme que vai passar hoje no Supercine lá pela 1h da manhã ou aluga-lo, rs.


sexta-feira, outubro 04, 2013

Outubro das Letras

Oi pessoal, tudo bem? 

Hoje eu trago uma novidade para os neblineiros de Ribeirão Preto. 


Isso mesmo, Outubro das Letras. Encontrei esse evento navegando pela internet. .

Mas, o que é esse evento:  O Projeto Entre Feiras prossegue no final do mês, nos Estúdios Kaiser de Cinema, com a realização do Outubro das Letras, uma maratona cultural que vai dos dias 24 a 27, ou seja de quinta a domingo. Já estão confirmadas palestras de Ferreira Gullar, Chico Mattoso, Marcelo Canelas, Mércio Pereira, Daniel Pellizzari, César Nunes e Viviane Mosé. Imperdível! ( Fonte: Projeto Entre Feiras)

Ainda não saiu a programação. Porém, quando tivermos estaremos divulgando para vocês. Fiquem ligados.