domingo, novembro 30, 2014

Meus filmes natalinos preferidos

Olá, neblineiros e neblineiras!

E ai, todos vocês já estão de férias como eu? \o/

Espero que sim!

Agora que estou tendo tempo livre vou poder ler todos os livros que comprei durante o período acadêmico ( e não foram poucos!) Então aguardem em breve resenhas sobre Game of Thrones, Vampire Academy, Halo, The Vampire Diaries, As crônicas de Nárnia e todos os livros já lançados por Gayle Forman, J. K. Rowling e John Green porque reler também é viver!



Também estou aproveitando para tirar o atraso de todos os meus seriados favoritos! Comecei a ver alguns novos também, como The Flash, Gotham e Selfie e logo irei vir aqui falar sobre a minha primeira impressões sobre eles.

Maaaaaaaaaaaas... vamos ao post de hoje!



Eu não sei vocês, mas eu sou tão natalina! Eu creio que chego a ser irritante, porque eu piro muito no natal. Considero o natal um feriado especialmente mágico e sinto que preciso aproveitar ao máximo essa época do ano sempre.  ( vide meu instagram. @brunacconstantino para quem não conhece) E meu deus, eu adoro filmes natalinos!

Resolvi fazer uma lista dos meus filmes favoritos e indicar para vocês. Espero que assistam e me contem se gostaram também!

1.  Enquanto você dormia

Definitivamente meu filme preferido para a época natalina! Sandra Bullock sempre irá me fazer rir nesse filme ( confesso que me identifico com a loucura da personagem). 



Nessa comédia romântica Sandra Bullock vive Lucy, uma mulher solitária que possui uma quedinha por um passageiro frequente da estação onde trabalha e que acaba fingindo ser noiva dele para a família do cara quando ele sofre um acidente e entra em coma! Dentre as loucuras que ela passa a viver na época do natal envolvida com a família do cara acidentado, a maior delas é acabar se apaixonando pelo irmão dele!


2. O diário de Bridget Jones

Toda leitora que for fã de chick-lits já ouviu falar da rainha deles, Bridget Jones e graças ao cinema podemos ver ao vivo e a cores as trapalhadas dessa jornalista maluca. Afinal, quem nunca se sentiu meio Bridget?



Renée Zellweger dá vida a Bridget Jones, uma jornalista de Londres, solteira, um pouquinho acima do peso e com seus 30 anos de idade lhe atormentando o juízo. Em uma festa natalina na casa dos seus pais, Bridget conhece Mark Darcy e é a partir dai que a história dos dois começa a acontecer, mas claro, com Daniel Cleaver, seu atraente e safado chefe no meio da história.

A continuação: O Diário de Bridget Jones – no Limite da Razão também se passa no natal e é uma ótima pedida para os fins de semana que antecedem o natal.

3. Esqueceram de mim 

Acho que esqueceram de mim é uma das mais lembradas comédias dos anos 90 e eu adoro! ( tenho o filme no iphone HAHA ) 



Macaulay Culkin até hoje é lembrado como o pequeno Kevin e não é por menos. Sua atuação em esqueceram de mim é muito divertida! Em vésperas da semana natalina, Kevin fica para trás por acidente enquanto sua família sai para uma viagem de natal. O pequeno não entra em desespero, como se esperaria de uma criança tão pequena. Ele aproveita a casa toda para si, faz compras e se diverte, até dois bandidos começarem a ficar na espreita da casa. Coitados, mal sabem a confusão que os espera!


Há uma continuação do filme chamada Esqueceram de mim 2- Perdido em Nova York que super a vale a pena ser vista, pois além de natalino tem uma mensagem sobre o valor da família super bonita!

4. Sobrevivendo ao natal



Nesta história Ben Affleck vive um milionário solitário que deseja loucamente ter uma grande e animada família para passar o natal com ele e quando tem a idéia de visitar sua antiga casa, atualmente habitada por pessoas que ele desconhece, ele tem a brilhante idéia de "alugar" aquela família para passar o natal com ele! Garanto que tira muitas risadas!

5. Uma babá milagrosa

Eu acho essa história fofinha e leve para se ver em um fim de tarde :) Indico para quem gosta de filmes que envolvam crianças e um toque de romance.


Seth Webster ficou viúvo e está meio perdido com seus dois filhos pequenos precisando de cuidados. Estes por sua vez são o terror das babás da região até que a Mrs. Miracle aparece na vida dessa familia na época do natal.

A história lembra um pouco o filme Nanny McPhee em uma versão mais moderna, entretanto, soube que o filme é baseado no livro da autora Debbie Macomber. Considerarei procurar a obra para lê-la em algum momento, visto que adoro o natal!



E essa é minha lista de filmes essenciais para completar meu natal. Gostaram?? Comentem os filmes prediletos de vocês que eu irei adorar procurar para assistir.






domingo, novembro 23, 2014

[Filme] Divergente

~Nina criou vergonha na cara e apareceu para dar o ar de sua graça mais uma vez~

Hoje eu venho com uma resenha fílmica, porque estou quaaase de férias e estou morando no sofá, em frente à TV, assistindo a muitos e muitos filmes - simplesmente tirando a barriga da miséria, rs. 


Título Original: Divergent
Direção: Neil Burger
Ano: 2014
Duração: 2h19min
Nacionalidade: Estados Unidos
Gênero: Ficção científica/Ação


Tive a oportunidade de ler Divergente no ano passado e, infelizmente, eu não achei "grande coisa". A história é ok, mas a personagem principal, a Tris, me deixou irritada várias e várias vezes. No entanto, assistindo ao filme isso não aconteceu. Achei que o filme ficou muito fiel ao livro e que a Tris me convenceu em sua pele de heroína. 

A história se passa numa Chicago futurista, construída após uma guerra violenta que acabou por separar as pessoas por facções: Audácia, Amizade, Abnegação, Erudição e Franqueza. A família da personagem principal é da Abnegação, entretanto Beatrice não se sente pertencente a essa facção. Por sorte, ou azar, há uma espécie de ritual para os adolescentes, que consiste em passar por um teste para saber qual facção se pertence e, depois, há a chance de escolher, definitivamente, qual delas você é. O teste de Beatrice é inconclusivo, o que quer dizer que isso é uma ameaça ao sistema das facções. No entanto, ela acaba escolhendo a Audácia para viver. A partir daí, ela se vê obrigada a seguir regras violentas e a controlar seu medo. É lá que ela acaba fazendo amizades e conhecendo Four, um dos mentores dos iniciados. Enquanto Tris aprende a se defender e a enfrentar seus medos, tem de esconder que seu teste foi inconclusivo, pois isso significa que ela é uma divergente, alguém que não pode ser controlado pelo sistema. 

A sequência de cenas, como eu disse, é bastante fiel ao livro. Quase nada fica em aberto e dá tranquilamente para acompanhar o filme sem ter lido o livro. A atuação da protagonista é incrível; gostei bem mais dessa Tris do que da Tris do livro. Felizmente, no filme todo a drama do romance entre Tris e Four não fica em foque como acontece com o livro, o que me agradou bastante. A evolução do romance deles (de pessoas que nem se conheciam para dois pessoas apaixonadas) foi totalmente convincente e real. As cenas de luta e ação são maravilhosas, e a partir delas o espectador entende o que é fazer parte da Audácia e todo o objetivo da história, que é mostrar a guerra por sobrevivência. O filme é muito bem balanceado; não há como se entendiar com ele, pois ele te prende de verdade. Não sou muito de filmes de ação, mas esses baseados em distopias (a exemplo também de The Hunger Games) estão me conquistando cada vez mais! 




Se você gostou deste primeiro filme, a continuação (Insurgente) vai sair em breve, em Março do ano que vem! 

Love
Nina 

sábado, novembro 22, 2014

[Filme] A Esperança - Jogos Vorazes

Galera eu assisti hoje Jogos Vorazes - A esperança - Parte 1 e o filme é muito bom!

A atuação de todo o elenco conseguiu se superar. Jennifer Lawrence teve seu ápice como Katniss Everdeen nesse filme, com toda certeza. Há muitos conflitos, traumas e questões que levam o psicologico da personagem ao limite na trama e Lawrence conseguiu os trazer para as telas com extrema clareza e perfeição.

Liam Hemsworth também tem seu momento aqui pois pudemos conhecer mais nuances de seu personagem em A esperança, como seu ódio e desejo de vingança contra a Capital.

Josh Hutcherson teve poucas cenas, mas todas foram fortes uma vez que Peeta se encontrava nas mãos do Presidente Snow na Capital. Sua última cena é chocante, assim como sua aparência.

Outras atuações importantes são a de Juliane Moore e Phillip Seymore: As cabeças pensantes que lideram a política do Distrito 13. Sempre gostei das atuações e facetas de Juliane Moore ( vide minha resenha de Carrie) e Philip Seymor, não poderia ser diferente neste filme.



Atenção: essa resenha contém spoilers. Caso não deseje saber detalhes sobre o filme pare de ler AGORA!


Como já havíamos visto no final do filme anterior, Katniss foi resgatada do Quarter quell pelos rebeldes do distrito 13.
Gale, sua mãe e irmã também foram resgatados do distrito 12 antes da destruição do mesmo ordenada pelo Presidente Snow, entretanto Peeta não foi resgatado pelos rebeldes e logo de inicio o vemos nas mãos da Capital.

Boa parte do filme nos mostra o conflito interno vivido por Katniss de se tornar o Tordo que representará a revolução e dará força para o povo dos distritos lutar contra os abusos impetrados pela Capital e ao mesmo tempo assistir o sofrimento de Peeta nas mãos do Presidente Snow.

Após um aviso de Peeta sobre um ataque preparado para massacrar o distrito 13, Katniss chega a seu limite e exige que ele e os outros vitoriosos dos jogos sejam resgatados e apesar dos momentos de tensão o resgate é efetuado com êxito facilmente. Fácil até demais...

Presidente Snow encontrou uma forma de machucar Katniss da pior forma possível: através de quem ela ama.

Peeta foi passou por uma espécie lavagem cerebral/ tortura e agora quando vê Katniss tudo que pensa em fazer é matá-la.


E é com esse novo problema em mãos e uma guerra em curso que o filme tem sua pausa e nos deixa demasiadamente ansiosos para a continuação de A esperança.

Nem preciso dizer que estou maluca para ver o próximo né? O desfecho final de Jogos Vorazes se encaminha com muita dignidade!

p.s: Jennifer Lawrence canta The Hanging Tree no filme!!



5 estrelas