domingo, janeiro 31, 2016

[Livro] O Mistério de Sittaford

Olá neblineiros!

Chegamos ao final do mês, e que janeiro emocionante para o Livro e Neblina, quem tem acompanhado o blog, viu que estamos iniciando 2016 com tudo, até o nosso autor do mês voltou. Iniciamos o nosso Instagram (@Livroeneblina) , e teremos mais novidades! 

Então, para encerrar o mês com chave de ouro na literatura, vamos a resenha do livro: O Mistério de Sittaford, escolhido para o Desafio Literário, lembrando que esse era obrigatório (e quase que a resenha não sai)

Título Original: The Sittaford Mystery
Autora: Agatha Christie
Páginas: 308

☁ ☁ ☁ ☁


Sinopse: Sittaford House é uma mansão localizada em um pequeno vilarejo da campanha inglesa. O dono da casa, Joseph Trevelyan, não resistiu à oferta de alugá-la durante o inverno para as senhoras Willett e Violet Willett, mãe e filha, e se mudou provisoriamente para a cidadezinha mais próxima. Ao redor da mansão existem seis casas menores, construídas e vendidas ou alugadas pelo Sr. Trevelyan. As novas moradoras da mansão querem estabelecer boas relações com os vizinhos e convidam-nos frequentemente para tomar chá e jogar nas frias tardes do inverno inglês. Uma tarde decidem-se por um jogo onde o objetivo é comunicar-se com os espíritos. Durante o jogo recebem a mensagem de que o Sr. Trevelyan foi assassinado naquele momento. O seu melhor amigo, que mora numa das casas e participava do jogo, sai no meio de uma nevasca para saber se aconteceu mesmo alguma coisa e, chegando na cidadezinha, descobre que era verdade: seu amigo foi assassinado misteriosamente. É, assim, acusado um sobrinho do Sr. Trevelyan, mas a sua namorada, Emily Trefusis, em associação com um jornalista, Charles Enderby, não se dá paz. Vai para o vilarejo de Sittaford investigar a situação para provar a inocência do seu amado.

Quem já acompanha o blog sabe que eu sou fãzona da Agatha, e esse livro foi um achado. Eu participo de um grupo do Skoob no facebook, e uma moça estava vendendo o livro a R$15,00 (fala sério um achado) . 

Um fato que me chamou a atenção foi a famosa brincadeira das mesas falantes ou girantes * então resolvi encarar. Um mal dos livros dela é o início que é bem monótono, sério chega a ser até triste, porém, quando ocorre a sessão da mesa falante, o livro engata e fica muito bom.

O inspetor Narracott entra em ação, e começa a averiguar os fatos, ele não é o nosso detetive Belga favorito, mais ele surpreende, ele consegue enxergar o que cada personagem esconde, e quando o crime parece resolvido Emily Trefusis entra em cena para ajudar o acusado, ela é uma personagem forte e pensa totalmente fora da caixa o que torna a leitura muito dinâmica, e companhar o raciocínio dela chega a ser apenas para os fortes.

Quando um fugitivo foge da prisão da cidade ao lado, todos pensam que isso é um infortúnio e é ai que Emily começa a estranhar os fatos.  o desaparecimento de um par de botas, chama a atenção da moça e ela resolve investigar mais a fundo. Chegamos assim ao climax e final do livro, descobrindo o verdadeiro assassino e a ligação das novas moradoras de Sittaford com o fugitivo.

Livro para ler em até dois dias.


* Mesas falantes - Girantes
http://historiadacienciaespiritual.blogspot.com.br/

*Mesas girantes, mesas falantes ou dança das mesas são um tipo de sessão espírita em que os participantes se sentam ao redor de uma mesa, colocam as mãos sobre ela e esperam que ela se movimente. Populares no século XIX, acreditava-se que as mesas serviam como meio de comunicação com supostos espíritos. Alfabetos também eram colocados sobre as mesas e elas se inclinavam para a carta adequada, soletrando palavras e frases.
O fenômeno é explicado pelo efeito ideomotor, que também acontece no tabuleiro ouija e na chamada "brincadeira do copo". Em 1853, Michael Faraday publicou os resultados de experimentos que explicaram a movimentação das mesas. Faraday demonstrou experimentalmente as descobertas de William Benjamin Carpenter sobre esse efeito ideomotor, responsável pela movimentação involuntária dos músculos pelos participantes da sessão espírita.
Apesar disso, e da condenação pela Igreja Católica, no século XIX e começo do século XX os defensores do magnetismo animal e do médico acusado de charlatanismo Franz Anton Mesmer, os praticantes do moderno espiritualismo e, posteriormente, os adeptos do espiritismo, continuaram a alegar que as mesas permitiam a comunicação de espíritos com as pessoas.
O espiritismo se apresenta como "uma ciência" e, mesmo com as evidências e críticas posteriores, as mesas girantes, o tabuleiro ouija e a "brincadeira do copo" ainda são consideradas reais por kardecistas e umbandistas. Adeptos destas e de outras religiões espiritualistas acreditam que pessoas mortas se comunicavam usando as mesas girantes. No presente essa comunicação aconteceria através dos supostos fenômenos mediúnicos, principalmente os chamados de psicografia e psicofonia, expressões cunhadas por Allan Kardec, o codificador da Doutrina Espirita.

Fonte: Wikipédia.

sábado, janeiro 30, 2016

[Filme] Maze Runner: Prova de Fogo

Olá neblineiros!

Eu disse que essa semana seria agitada. Terça - feira, tivemos a resenha do primeiro filme da Saga Maze Runner, que você pode conferir clicando aqui, e hoje vamos voltar em Maze Runner: Prova de fogo.

Título Original: Maze Runner: The Scorch Trials
Diretor: Wess Ball
Nacionalidade: Americana
Duração: 2h : 13 min

☁ ☁ ☁


Sinopse:Após escapar do labirinto, Thomas (Dylan O'Brien) e os garotos que o acompanharam em sua fuga da Clareira precisam agora lidar com uma realidade bem diferente: a superfície da Terra foi queimada pelo sol e eles precisam lidar com criaturas disformes chamadas Cranks, que desejam devorá-los vivos.

Como no filme anterior o trailer chama muito a atenção, porém, eu acabei indo atrás de informações sobre a série e no final de semana o pessoal em casa resolveu ver o filme, então porque não?

Não que o filme, seja fraco, mais eu não gosto de tomar susto... u.u , porém a adapatação me pareceu fraca em relação a anterior, sabe quando ficamos com a sensação de que faltou algo? Foi isso o que senti.

Um ponto interessante, é que você nunca sabe se o que está acontecendo é uma visão distorcida do Thomas ou se a empresa CRUEL é realmente a vilã da história. Ao sair do labirinto, somos apresentados a um novo ambiente e novas personagens, até o gênio da Lampada/Espelho de Once Upon a Time está no filme. 
Uma coisa legal para fãs de Zumbis, os Cranks são apresentados oficialmente e é nojento. 

Ok... Esse estava em estado avançado
Dessa forma, descobrimos o que o fulgor causa nos seres humanos. O interessante é que você está vendo o filme e a cada canto escuro, você torce para que nenhum Crank apareça e ataque as personagens. 

Temos muitos efeitos visuais, o que era de se esperar para um filme desse porte. Ok... no geral o filme não péssimo, mais foge um pouco do meu estilo, quando o assunto é zumbi. 

Confira abaixo o trailer.



Caso já tenha assistido ao filme, deixe a sua opinião nos comentários. Até a próxima. 

sexta-feira, janeiro 29, 2016

[Filme] A 5ª Onda

Olá pessoas lindas!

Vamos de filme de novo? O mês de janeiro ficou marcado pela chegada do filme "A 5ª Onda" nos cinemas. O filme é a adaptação do livro de mesmo nome do autor Rick Yancey.

Título Original: The 5th Wave
Diretor: J Blakeson
Nacionalidade: Americana
Duração: 112 min

☁ ☁ 



Bom, bom, vou começar que eu fiquei endoidecida quando eu vi o trailer e acho que o problema começou aí. Eu não me recordo de ter ouvido falar no livro anteriormente, mas as imagens do trailer foram suficientes para me deixar muito animada. Com a expectativa lá em cima... infelizmente quebrei a cara feio.

Eu assisti o filme logo no final de semana de estréia e enquanto aguardava pelo início da sessão, me aventurei pelos primeiros capítulos do livro numa loja de livros. As páginas que consegui ler contribuíram para a minha animação. Apesar de saber que tanto o livro quanto o filme teriam uma pegada mais "teen", digamos assim, (como bem me alertou meu namorado), pra mim isso não necessariamente quer dizer que o filme vai ser bom ou ruim.

O filme todo não é tããããão ruim assim, mas não é muito bom. Achei o roteiro bem fraco. Senti que eles poderiam ter focado mais nos Outros, ter feito o "bicho pegar" mais feio. Quis mais ação, mais treta, mais drama. 
Os efeitos especiais até foram bons, mas ficaram apagados por aquelas falas românticas bregas. Eu não tenho nada contra clichês. Na verdade, acho que é meio impossível de se fugir deles 100%. Contudo, isso não quer dizer que o romance, no caso, seja obrigatoriamente ruim. Acontece que "A Quinta Onda" não executou muito bem seu romance clichê e deixou as coisas bem sofríveis. Sério, eu chegava a rolar os olhos, exasperada com aquele romance raso e de falas forçadas. Fiquei muito mais interessada pelo personagem Ben Parish (Nick Robinson) e seu plot, bem como achei o ship Ben + Ringer (Ringarish? Bringer?) muito mais interessante. Chloe já teve atuações melhores.

Saber que o livro faz parte de uma trilogia me deu esperanças de um resultado melhor nos cinemas, se rolar adaptação (acho que vi algo sobre confirmação disso, mas não tenho certeza).

Em resumo, esperava mais por algo Guerra dos Mundos, mas tive Crepúsculo (filme 1). Not happy. Oremos pelos próximos.
O que vocês acharam?

Até a próxima :*


terça-feira, janeiro 26, 2016

[Filme] Maze Runner: Correr ou Morrer

Olá neblineiros!

Coloquei todos os meus filmes em dia esse final de  semana, então vai ter resenha sim... u.u, então, vamos começar com a adaptação cinematográfica da série Maze Runner.

Título Original: The Maze Runner 
Diretor: Wess Ball
Nacionalidade: Americana
Duração: 1h : 54 min

☁ ☁ ☁



Sinopse: Em um mundo pós-apocalíptico, o jovem Thomas (Dylan O'Brien) é abandonado em uma comunidade isolada formada por garotos após toda sua memória ter sido apagada. Logo ele se vê preso em um labirinto, onde será preciso unir forças com outros jovens para que consiga escapar.


Eu me interessei pelo trailer do filme, nem foi pela sinopse. Maze Runner chegou aos cinemas, no momento em que entramos nos momentos finais de Jogos Vorazes e ao meu ver para atrair os fãs de Divergente. Maze Runner, é mais uma distopia em que  mundo está caótico. Tudo o que sabemos é que há um vírus pelo mundo. 

Em meio a todo o caos, somos apresentados a Thomas, que é abandonado em uma clareira com outros, a sua chegada gera pequenos desconfortos no grupo. Dylan, interpreta muito bem, assim como o restante do elenco. Depois de alguns minutos de filme, o que leva os meninos para o interior do labirinto somos apresentados a única personagem feminina da história Teresa (Kaya Scodelario), que lembra de seu nome e o de Thomas. 

Eu não vi tanta força na personagem como eu esperava, vemos essa força distribuída entre os garotos da clareira. 

Temos, muitas cenas de ação, momentos de apertar o coração, e sangue, vemos um pouco de terror pscicologico, imagina você levantar e não lembrar de nada além do seu nome? Tenso né?  

O filme, vale a pena ser assistido, pois nos leva a pensar o que uma empresa, aqui no caso a CRUEL, quer com um bando de adolescentes? Coisa boa não deve ser.  

No geral, vale muito, assistir ao filme, pois tem uma trama intrincada, ótimos efeitos especiais e uma trilha sonora do tipo que clássica (como Harry Potter e Percy Jackson). 



Como eu ainda não li ao livro, não posso dizer se é fiel a obra ou não. Porém, nós leitores já temos uma certa experiência com adaptações e sabemos que em um filme de 2 horas fica bem complicado colocar todos os detalhes do livro, contenteza Maze Runner não é uma exceção. 

E vocês, assistiram ao filme? Me contem o que acharam? Ainda não viu? Corre assistir e depois passe aqui e deixe o seu comentário. 

segunda-feira, janeiro 25, 2016

[Primeiras Impressões] A Sereia

Olá neblineiros!!!

Janeiro está acabando, e o blog tem sofrido algumas mudanças, logo teremos novidades é só nos acompanhar aqui e nas nossas redes sociais.

Hoje eu trago para vocês a Primeira Impressão do livro da Kiera Cass,a Sereia, que estava junto do livro Felizes para sempre que resenhamos ontem.

Título Original: The Siren
Autora: Kiera Cass
Páginas: 368


Sinopse: Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.

Depois de ler todos os contos da Seleção, fomos presenteados ela autora e pela Editora, com os dois primeiros capítulos do livro A Sereia.

Somos apresentados a jovens Kahlen, durante o naufrágio que a levou a se tornar sereia. 80 anos se passam e a encontramos  vivendo nos tempos modernos.

Para quem conhece a escrita da Kiera, sabe como ela é leve, além da capacidade da autora de nos prender dentro da estória. Por ser o primeiro livro dela (sim, a sereia surgiu antes de A Seleção) , talvez ele seja diferente dos demais, porém, até o final do segundo capitulo a leitura prende a anteção do leitor.


Estou curiosa para saber como Kahlen, vai fazer para ficar com Akinli, o garoto que ela conhece, e enfrentar a Água, e até sofrer as consequências que isso irá trazer.

O livro já está a venda. E em breve, postaremos resenha aqui para vocês.

domingo, janeiro 24, 2016

Autor do Mês: Kiera Cass

Olá neblineiros!

Depois do Nosso último autor do Mês ( Sthephen King) estamos trazendo para vocês a fofa da Kiera Cass.



Nascimento:  19/05/1981


Kiera Cass (Carolina do Sul, EUA, 1981) é autora da série Best seller internacional The Selection (A Seleção) e sua saga.

Oprimeiro livro da saga A Seleção (em inglês The Selection) em 2012 (até 2014, ano em que os livros A Elite como o segundo livro de sua saga,o terceiro A Escolha, o quarto livro A Herdeira e uma edição especial chamado Contos da Seleção aonde os pensamento e pontos de vistas de outros personagens da trilogia são compartilhados foram todos publicados), pela HarperTeen. Os direitos da A Seleção foram adquiridos pela CW Television Network e dois pilotos foram filmados,mas até agora não foi produzida uma série completa.

Foi divulgado na mídia que a até então trilogia "A Seleção" vai se transformar em uma série de sete livros: A Seleção, A Elite, A Escolha, A Herdeira e A Coroa (que será lançado em 2016), além de A rainha, Contos da Seleção 1 (O Príncipe e O Guarda) e 2 (A Rainha e A Favorita). 

Fonte: Wikipedia
No dia 22 de Abril de 2015, Kiera anunciou que a Warner Bros garantiu os direitos de adaptação dos seus livros para a produção de um filme. O time de produtores inclui Denise Di Novi, (Edward Mãos-de tesoura) Alison Greenspan (Se Eu Ficar e Monte Carlo) e Pouya Shahbazian (Divergente). O roteiro será escrito por Katie Lovejoy e ainda não possui data de estreia. 

[Livro] Felizes para Sempre


Olá neblineiros!

Já estamos na 5ª semana de Janeiro e estamos cheias de novidades. Para quem leu o blog nos últimos dias viu que estamos participando do nosso primeiro desafio literário, e para quem ainda não leu sobre essa novidade pode conferir aqui o que está programado para esse desafio.

E para quem nos acompanha no Instagram (@livroeneblina), estamos participando em um desafio lá também, em breve novidades.

Com tudo isso acontecendo, hoje estamos começando a primeira resenha do Desafio Literário 2016, com o opcional de um livro de no mínimo de 400 pg, 

Título original: Happily Ever After
Autora: Kiera Cass
Páginas: 464

☁ ☁ ☁ ☁ ☁


Sinopse: Esta coletânea traz os contos A rainha, O príncipe, O guarda e A favorita ilustrados e com introduções inéditas de Kiera Cass. Conheça o príncipe Maxon antes de ele se apaixonar por America, e a rainha Amberly antes de ser escolhida por Clarkson. Veja a Seleção através dos olhos de um guarda que perdeu seu primeiro amor e de uma Selecionada que se apaixonou pelo garoto errado.
Você encontrará, ainda, cenas inéditas da série narradas pelos pontos de vista de Celeste e Lucy, um texto contando o que aconteceu com as outras Selecionadas depois do fim da competição e um trecho exclusivo de A sereia, o novo romance de Kiera Cass. Este é um livro essencial para os fãs de A Seleção, que poderão se aprofundar mais nesse universo tão apaixonante.


A Rainha

Esse conto, nos leva antes de Maxon e América se conheceram. Kiera nos apresenta a estória de como a doce Amberly foi parar no Castelo e passou de uma 4 para a Rainha de Illéa. Entendemos o porque de tanta devoção, ou devíamos dizer submissão, da parte dela por uma pessoa com o Clarkson?
...
 - É mais do que isso. Você levaria um tiro por ele se necessário.
(Felizes Para sempre, pág.60)

São apresentados fatos de como o rei é na sua intimidade, e conhecemos os avós de Maxon, e podemos entender todo mo motivo de sua agressividade no futuro.

Seu mundo parecia um furacão. Eu seria o seu centro.
(Felizes Para sempre, pág76.)

No geral, vemos a intimidade de uma Seleção, os ataques rebeldes (sim eles já ocorriam antes do Maxon nascer), e o relacionamento de uma selecionada com sua irmã e claro com o príncipe.

~ O Príncipe

O que dizer desse conto em particular ? (Eu já disse para vocês que o Maxon é minha personagem favorita?)

Maxon, nos é apresentado como uma pessoa reservada e muito amada pela mãe e dominado pelo pai. O conhecemos antes de toda a confusão da Seleção começar e antes dele conhecer a sua querida America.

Kiera, nos mostra toda a expectativa entorno dessa nova Seleção e o que o príncipe esperava encontrar. Descobrimos o motivo de algumas selecionadas serem de castas inferiores. E, a primeira pessoa a ser apaixonada por ele, e a qual não teve seu amor correspondido.

Mesmo que você tivesse mil garotas diante dos seus olhos, não importaria. Você é burro demais para reconhecer o amor a dois palmos do nariz.
(Felizes Para sempre, pág122.)

Depois dessa pequena desavença, conhecemos as selecionadas e então o fatídico encontro com América, é nesse momento que vemos a protagonista aos olhos dele, e garanto a vocês é muito fofo. *.*

O conto de Maxon, narra alguns dos principais acontecimentos de A Seleção (confira aqui a resenha que eu fiz e a da Milla aqui), inclusive a tentativa de America se defender de qualquer aproximação dele.


Esse conto acaba sendo leve e divertido como a sua protagonista.


O Guarda 

Esse conto  é narrado por Aspen, e ele te surpreende a cada página e com cada atitude para com América. Não morro de amores por ele, mais o ponto alto foi ver uma das cenas mais chocantes da Elite pelo visão dele.

E tome um café antes de se apresentar. Pela sua cara, parece que é você quem vai ser açoitado.(Felizes Para sempre, pág198.)


Podemos ver Aspen como ele realmente é, preocupado com sua família e amigos. Vemos também  o que ele acha da Seleção e da família real, principalmente de Maxon, sendo que como o guarda tem acesso a áreas privilegiadas do castelo ele escuta muitos segredos, inclusive os que envolvem o príncipe e o que o pai dele pensa sobre a sucessão.

O conto termina, com Aspen deixando praticamente nas mãos de América o futuro dos dois. 

A favorita


E finalmente, chegamos ao último conto e não menos importante, o conto de Marlee. Eu sempre gostei da Marlee, afinal, ela era meiga e acabou se tornando a melhor amiga da América. Sempre fofa, ela atraiu olhares de todos na Seleção, principalmente de um dos guardas. Nesse, conto vamos  ver a cena do açoitamento pela sua visão.

...
Você não foi condenada à morte - ele repetiu - , mas ainda terá de ser punida. - Ele fez uma pausa, olhou para o chão e balançou a cabeça. - Sinto muito, Marlee,mas vocês dois serão acoitados em publico amanhã de manhã.
(Felizes Para sempre, pág 310.)

Ler  isso, fez meu coração derreter e amar ainda mais o Maxon (isso é possível?). Kiera, faz o leitor sentir a dor da personagem, e te leva a compreender tudo o que aconteceu ao longo série. O conto A Favorita, nos leva a momentos depois do ataque ao castelo e de Maxon fazer o sua Escolha final, pois descobrimos o instante em que as castas começam a ser retiradas.

Estreitei os olhos.
- Não temos mais castas, Majestade?
                                                           (Felizes Para sempre, pág 351.)

É muito amor, não é? 

Depois temos algumas cenas de Celeste, e uma da Lucy. Me diverti bastante entendendo a cabeça da Celeste, e Lucy é tão meiga como a conhecemos na série.

Ao final, ainda ganhamos um bônus de A Escolha, dois anos depois do casamento de América e Maxon, além de sabermos o que aconteceu com algumas selecionadas. 

Amei cada página, poder voltar para o Universo de A Seleção foi fantástico. E agora, nos resta aguarda o último livro da série a Coroa, com a filha do casal. 

Espero que se divirtam lento tanto quanto eu, e se você já leu deixe aqui nos comentários a sua opinião. Até a próxima leitura.

domingo, janeiro 17, 2016

[Primeiras Impressões] Última temporada Downton Abbey

Olá neblineiros!

No dia 09 de Janeiro estreiou no Canal GNT e no + Globosat a última temporada da série Donwton Abbey, já falei dela aqui.

A série é exibida aos sábados as 22hs : 30min nos dois canais e a reprise vai ao ar no domingo as 20hs.

Nome Original: Donwtow Abbey 
Criação: Julian Fellowes
Nacionalidade: Britânica



Sinopse: No início do século XX, a família Crawley luta para manter o legado de Downton Abbey. Após a morte de um parente que estava à bordo do Titanic, Robert Crawley (Hugh Bonneville) descobre que o novo herdeiro da propriedade é um sobrinho distante, Matthew Crawley (Dan Stevens), um advogado com pensamentos modernistas. Enquanto Robert e sua esposa Cora (Elizabeth McGovern) se preocupam com o futuro das suas filhas, Mary (Michelle Dockery), Edith (Laura Carmichael) e Sybil (Jessica Brown Findlay), os empregados da mansão trabalham para manter a rotina da família, com todas as regras da época.


Por ser o primeiro episódio da última temporada eu não sabia muito o que esperar. A dinâmica  da série mudou um pouco deixamos o lado aristocrático e somos inseridos cada vez mais na dinâmica dos criados.

É possível perceber a diferença entre um criado que estuda e se informava e outro que se manteve dentro do seu quadrado. Dayse, por exemplo decidiu na 5ª temporada que iria começar a estudar e agora,  tem tido uma participação mais ativa na vida da criadagem, e algumas de suas ações acabam afetando a vida dos seus patrões. 

Eu gosto da série, porque é possível observar como algumas coisa aconteciam, como o fato das pessoas quando engravidavam (fora do casamento) escondiam esse fato da família, em alguns casos podiam até crescer como apadrinhados ou irmãos de seus próprios pais. 

Observar a luta  dos trabalhadores também é válido, pois o sistema de hoje tenta ser mais justo, porém em 1925 ainda existia uma grande degrau entre a sociedade, e muitas pessoas, como Violet não aceitam muito bem as mudanças. O fato de ter um partido trabalhador no poder deixou a todos com os nervos a flor da pele. 

Temos que lidar também com as emoções de um fazendeiro e sua esposo, e com as atitudes mesquinhas de Mary, ok, nem sempre ela é mesquinha, porém metade do tempo ela é.

Vamos aguardar o decorrer da série aqui no Brasil (no Reino Unido o último episódio foi exibido no Natal.. *.*), para ver o que vai acontecer com a aristocracia e com os criados. 

sábado, janeiro 16, 2016

[Primeiras Impressões] O bangalô - Sarah Jio - Editora Novo Conceito

E vamos as primeiras impressões da semana!



Sinopse: Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.
No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora.
Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.
O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.
A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

Que livro curioso é O bangalô!

Demorei pensando no que dizer sobre as minhas impressões da obra. Ela me deixou estupefata já em seus capítulos iniciais.

Adoro histórias que tem espaços temporais diferentes, sabia?! O fato de nossa protagonista mergulhar em lembranças do passado para nos contar sua história é esplêndido!

O bangalô nos leva a dar um mergulho no passado e acompanhar a história de uma jovem Anne com ânsia de viver. Coloquei um Jazz ao fundo e me deixei levar pela narrativa para 1942. Façam isso!

Como gostei da forma como Sarah Jio escreve! É uma escrita tranquila, mas que te prende completamente.  Mal posso esperar para ler todo o volume desse romance retrô!


Quem já leu a obra? O que me adiantam? Em breve farei a resenha da obra completa. Aguardem!

quarta-feira, janeiro 13, 2016

[Primeiras Impressões] Shadowhunters - Como foi o episódio piloto?

Olá pessoas, como estão? Finalmente chegou um dia esperado por muitos!

Após não ter tido continuidade no cinema, "Os Instrumentos Mortais", série de livros da Cassandra Clare, foi adaptado para série de tv, agora se chamando "Shadowhunters". 

O mais interessante? A Netflix, que vem nos dando presentes maravilhosos no quesito seriado, comprou os direitos sobre ela e a partir de hoje vai liberar um episódio por semana.


Nós aqui do LeN não poderíamos deixar de fazer uma resenha pra vocês, mas antes, você pode dar uma olhada na resenha que a Talita fez de "Cidade dos Ossos", primeiro livro da série, e as duas resenhas que eu e a Talita fizemos sobre o filme.

Bom, tem muita coisa para falar então eu vou começar com o ponto mais básico: adaptação. Gente, não tem como ser super fiel ao livro. É muuuuuito difícil pra quem faz e muito doloroso pra quem gosta da série, eu sei. A única adaptação que eu me lembro agora que foi bem fiel ao livro foi "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1". Se já é difícil ser fiel em filme, acredito que a tarefa se complique ainda mais em séries... quer dizer, vocês já leram os livros de The Vampire Diaries? Não tem praticamente NADA a ver com a série. Contudo, na minha opinião, TVD conseguiu ser muito boa por um tempo, mantendo apenas algumas coisas básicas e construindo um bom enredo e, sim, diferente, para a série. É o que eu espero de Shadowhunters.

Dito isso, acredito que eles tenham preservado o conceito básico que Cassandra Clare traz em seu livro. Com o decorrer da série, virão coisas diferentes, e isso é mais certo que o final de ano da Globo do Roberto Carlos rs Então tentem abstrair um pouco, vai que tenha algo mais legal que no livro :)

Segundo ponto básico: elenco. Clary: Eu vi muita gente reclamando do cabelo da Clary. Sinceramente? Achei lindo e quero pra mim. Podia sim ser um pouquinho mais natural, mas não ligo muito pra isso não. Jace: Dominic se aproxima muito mais do que eu imaginava do personagem do que o Jamie, então eu já adorei. Simon e Magnus por enquanto eu prefiro os atores do filme, mas não odiei as escolhas feitas. De forma geral eu achei que o elenco do filme é mais forte, são atores com mais experiência (alguns). O elenco da série foi bom, mas podem melhorar. Principalmente a mãe da Clary, o Valentine e a Isabelle (achei ela um pouco forçada nesse primeiro ep).



Desenvolvimento do episódio e conteúdo: Bom gente, um dos pontos que achei que poderia ser melhor é o efeito visual. Nem tanto do sangue de demônio, mas os portais... podiam ser melhores! A série é bem dinâmica, embora eu tenha sentido falta de mais cenas de ação. Duas cenas especificamente: a mãe da Clary lutando com o pessoal do Círculo e a Clary com o demônio na casa dela. Podiam ter explorado muito mais, acho. Teve um momento também que teve um flashback dentro de outro flashback... achei meio confuso. Eles pecaram em alguns cortes também...

De forma geral, eu gostei, apesar de achar que eles podem melhorar em algumas coisas. Meu "incômodo" foi maior com coisas técnicas do que com o enredo em si. Achei que o enredo, pro primeiro episódio, ficou bem legal e te deixa curioso para um próximo ep.

É isso, galera! Quem já assistiu? O que vocês acharam?

Minha nota pro episódio piloto é:  ☁ ☁ ☁

terça-feira, janeiro 12, 2016

Os 6 Melhores livros de 2015

2015 passou voando e já até estamos na metade de janeiro de 2016!
(onde eu estava?)

Enquanto nós aqui do L&N desejamos tudo de mais maravilhoso para vocês em 2016, com muitas leituras ótimas, pensamos em fazer uma pequena retrospectiva... Um pouquinho atrasadas, mas tá valendo hehe

Apesar de a equipe não ter conseguido ler tantos livros quanto desejávamos, lemos alguns muito bons e queríamos reuni-los para vocês. Então se alongue e confira nossa lista dos 6 melhores livros de 2015:


Bruna

Minha primeira indicação é um querido nacional.  Insanatório da autora Andie Prado.



SINOPSE: Melissa Parker é uma psiquiatra recém-formada que vê um grande desafio em seu primeiro emprego, na casa de custódia e tratamento psiquiátrico St. Marcus Institute. Dentre os rebeldes e violentos pacientes está Corey Sanders, rapaz jovem e sedutor condenado à prisão perpétua por um crime do qual jura ser inocente. Enquanto tenta se adaptar à rotina de seu novo trabalho, Melissa se vê tentada a descobrir mais sobre Corey, desvendar seus segredos e esclarecer de uma vez por todas se ele é ou não culpado do assassinato que tirou a sua liberdade, além de ter que lidar com a sua presença sobrenatural que a atormenta pelos corredores.

Gente, fazia muito tempo que eu não ficava tão viciada em um livro! Insanatório é um romance carregado de mistério, com um quê de obscuridade e luxúria que te prende mais a cada página lida! A autora é um gênio do mistério/thriler, que criou o melhor protagonista de todos os tempos e eu garanto que leria até mesmo bulas de remédio que ela escrevesse! Leiam e entendam meu vicio, é apenas o que direi!


Meu segundo queridinho de 2015 foi a obra Eu te darei o sol da Jandy Nelson. 

SINOPSE: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, Eu Te Darei o Sol é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

O enredo é muito bem elaborado, os personagens muito bem construídos - sem mencionar que ela criou o melhor par romântico de 2015 - e a autora trabalha de forma sensacional sua escrita. Ela brinca com os pontos de vista, assim como com o espaço temporal dos acontecimentos, o que torna sua obra única e surpreendentemente sublime! Imperatriz do dramistério foi como chamei Jandy Nelson na resenha de sua obra e continuo mantendo minha opinião! Leia a resenha completa.

Camilla

Cheguei para apimentar essa lista hehe Minhas poucas leituras de 2015, em sua grande maioria, foram romances hots. Eis aqui os dois que mais gostei:


Sinopse: Os seios dela se erguiam com alarmante velocidade enquanto a pesada mão dele descia para seu macio, ainda rijo espinheiro...”. Você pode dizer ‘espinheiro’ em um romance? E quanto à espada de carne? Isso é o que era... uma espada de carne. Bem, tanto quanto é possível ser uma espada de carne,‘matando através das profundezas dos desejos mais obscuros de uma mulher’. E sobre os seios? Eles podiam realmente levantar? Deus, eu não tenho nem ideia do que acontecia quando se tocavam as partes íntimas. Eu sou uma virgem tentando escrever um romance erótico, mas não consigo escrever uma cena de sexo, graças à minha falta de experiência. Meus dois melhores amigos me incentivaram a abandonar a caneta por um tempo, e ganhar alguma prática real através das múltiplas facetas do namoro, como encontros às cegas, perfis online e conexões aleatórias. Mas perder minha virgindade está se provando ser mais difícil do que o esperado...

O que mais gostei nesse livro foi que ele se destaca dos romances hots que vemos hoje em dia. O motivo? Tem comédia no meio. Pelo título, primeiramente, não apostei muito grande não, mas foi uma surpresa boa. Meghan Quinn não conseguiu deixar alguns clichês de fora da história, contudo seu trabalho ganha pela protagonista Rosie que é bem engraçada e passa por muitas situações que você não sabe se morre de vergonha alheia ou morre de rir. Confira aqui a resenha completa.

O segundo livro é nacional! Chama-se "23 Noites de Prazer" e foi escrito pela Julianna Costa.


Sinopse: Nahia era uma garota tímida, insegura e insatisfeita com o seu trabalho em uma editora. Até conhecer, literalmente, o homem dos seus sonhos. Ao visitá-la durante as noites, Amadeo libertou seus desejos sexuais mais profundos e, desde então, ela teve as experiências mais sensuais, quentes e inusitadas que uma mulher poderia ter! Essas aventuras ardentes a transformarão em uma mulher confiante e deslumbrante, pronta para desafiar todos ao seu redor para fazer a coisa certa e publicar o livro mais cobiçado do momento!

Outra surpresa boa... Pra ser sincera, eu tenho um certo receio com produções brasileiras por conta de experiência não tão legais no passado. Contudo Julianna ganhou meu coração. "23 Noites de Prazer" não é apenas um romance hot, mas, principalmente, um livro sobre a sexualidade feminina e os tabus envolvendo esse tema, herança de nossa sociedade. É sobre empoderamento. Foi meu preferido de 2015 pra falar a verdade e eu não sei se conseguirei achar algo melhor do gênero. Aqui tem a resenha completa.

Talita

Putz que decisão difícil, então para facilitar a escolha escolhi um livro nacional e um estrangeiro para a lista.
Vamos começar pelo livro nacional.
A cidade de Marshmallow de Talys M. Cidreira


Sinopse: Yellow Blue cai na piscina de sua casa e acaba sendo absorvida por um conjunto de medusas que a leva para a Cidade dos Marshmellows, um lugar dominado pelo açúcar, que fifica no limite das terras doces com as terras salgadas. A garota não sabe como voltar para casa e acaba descobrindo que apenas um coelho pode levá-la de volta à sua terra. RabittBee, o coe- lho, está desaparecido e levou con- sigo o segredo da fórmula dos ovos que controlam o excesso de açúcar no sangue dos habitantes daquele lugar. A Páscoa sagrada na terra dos Marshmellows está ameaçada. Será que Yellow Blue conseguirá encontrar RabittBee e salvar as ter- ras doces? E a garota, conseguirá voltar para casa?

O livro é voltado para os adolescentes e em uma escrita fácil que cativa o leitor.
Escolhi esse livro, pois acredito que temos que dar espaço para os novos escritores (as). A cidade de Marshmallow, mostra os dois lados da balança para quem consome doces e muito sal. O final é  surpreendente.

O livro internacional fica com o meu querido Rick Riordan com o Sangue do Olimpo.



Sinopse: No desfecho da série Os heróis do Olimpo, os tripulantes gregos e romanos do Argo II têm feito progresso em suas constantes missões, mas ainda não estão nem perto de vencer a sanguinária Mãe Terra, Gaia. Os gigantes estão de volta — mais fortes do que nunca —, e os semideuses precisam impedi-los antes da Festa de Spes, momento em que Gaia planeja despertar, derramando o sangue do Olimpo. Para piorar, visões frequentes da terrível batalha no Acampamento Meio-Sangue assombram os sete semideuses. A legião romana do Acampamento Júpiter, comandada por Octavian, está se aproximando das fronteiras do acampamento grego. Por mais que seja tentador usar a Atena Partenos como arma secreta contra os gigantes, eles sabem que a estátua é necessária em Long Island, onde talvez consiga impedir uma guerra entre os acampamentos. A Atena Partenos irá para o oeste, enquanto o Argo II segue para o leste. Os deuses, ainda sofrendo com a dupla personalidade, não podem ajudar. Como os jovens conseguirão vencer sozinhos um exército de gigantes? A viagem para Atenas é perigosa, mas não há outra opção. Eles já sacrificaram muito para chegar onde estão. E se Gaia despertar, será o fim.

O que dizer desse livro que fiquei meses esperando e no final quase... quase me desapontei..  porém, como sempre ele nos trás uma surpresa e reviravolta com os semi deuses gregos e romanos. De leitura leve, o livro encerra as aventuras de nossos queridos Percy e Annabeth. 

Bom leitores, esses foram os meus livros. Espero que gostem. Eu fico por aqui. Uma ótima virada e um ótimo início de ano novo.

~~

É isso gente! Quais foram os melhores livros que vocês leram em 2015? Diz pra gente aí nos comentários ;)


domingo, janeiro 03, 2016

[Filme] Star Wars - episódio vii: O Despertar da Força

Olá, pessoal!

Há tanto tempo que não venho aqui, não?
Uma pena, pois amo escrever. Mas enfim, eis-me aqui.
Trago pra vocês a resenha de um dos filmas mais esperados do ano: Star Wars!



Foi tanto mistério, tanto mistério sobre a sinopse, sobre Luke, sobre o vilão... E enfim pudemos ver o que J.J. Abrams nos preparou!

Pois bem, nesse filme, Luke Skywalker (Mark Hammil) está desaparecido e Leia (Carrie Fisher) e Han (Harrison Ford) estão loucos procurando-o. Enquanto isso, a frágil república tem de lidar com um novo inimigo: a Primeira Ordem, um grupo de saudosos do império, liderados por Kylo Ren (Adam Driver).
O filme girar ao redor disso:a procura por Luke e o que falarei a seguir.
Durante ym dos ataque da Ordem a uma vila, um  dos habitantes, Poe Dameron (Oscar Isaac) esconde algo em um robozinho muito simpático chamado BB8 (cena familiar?). E o BB8 foge pra um lado, e o Poe pelo outro. Ao mesmo em que um stormtrooper (John Boyega) tem um lapso de consciência e foge também, cruzando com Poe.
Nessa confusão, o robô se cruza com Rey (Daisy Ridley) e , juntos, tentam encontrar Poe, junto com Finn (o stormtrooper mencionado), que estava com Poe quando fugiu, mas se separaram.

Apesar de a trilogia original for melhor, esse filme  chega bem perto. J J mandou super bem. O elenco está lindo, a história é bacana, dá aquele sabor de nostalgia ao ver personagens que tanto gostamos.
A fotografia é linda (a paisagem da cena final é de tirar o fôlego), o elenco está afinadíssimo, a trilha... Aliás, a abertura é igual a todos os filmes <3 (e a música já começou a tocar na minha cabeça haha)

Se vocês não viram ainda, corram! Vale muito a pena. Mas façam o favor de ver os outros filmes antes, por gentileza! Vocês podem conferir resenhas deles aqui. Desça a página para achar o filme desejado)

sexta-feira, janeiro 01, 2016

Desafio Literário 2016

Olá neblineiros!

Começamos o ano a todo vapor aqui no L&N. Esse ano, trazemos uma novidade para vocês, vamos participar do Desafio Literário organizado pelo Blog Brisa Literaria.

O desafio será o seguinte:

Uma equipe de 20 leitores selecionou 24 desafios, sendo 12 obrigatórios e 12 opcionais. 



Sendo que os desafios com o simbolo (-) é obrigatório e os com simbolo (+) opcionail.

E, você leitor também pode participar, é só se inscrever aqui e participar, porém existem algumas regras:

- Amar a leitura
- Tentar cumprir ao máximo todos os desafios
- Ter espírito aventureiro
- Caso for postar em algum lugar, colocar link para cá (Blog Brisa Literaria)
- Comentar aqui seu nome junto com o blog/twitter/tumblr/facebook/canal youtube... que vai fazer a postagem.

Regras para participar do sorteio (Sim.. terá um sorteio):

- Comentar aqui seu nome junto com o blog/twitter/tumblr/facebook/canal youtube... que vai fazer a postagem.
- Colocar na postagem a hashtag #DesafioLiterario2016 com o link para cá caso for blog, no canal mencionar o Desafio e colocar na descrição o link, em outro meio colocar o link para essa publicação.
- Colocar na aba lateral o banner para o Desafio caso for Blog
- Cumprir os 12 desafios obrigatórios (a cada desafio opcional será colocado o seu nome mais uma vez no sorteio)

Não esqueçam de colocar o banner em seu blog.





Espero que gostem e se divertam tanto quanto nós esperamos nos divertir.

[Filme] Final de série : Jogos Vorazes: A Esperança - parte 2

Olá neblineiros!


O ano acabou e estamos entrando em 2016, então para iniciar o ano que tal ler a resenha de uns dos filmes mais aguardados do ano... Infelizmente, não é Star Wars, vamos de Jogos Vorazes: A Esperança Parte 2.

Título Original: The Hunger Games: Mockingjay - Part 2 
Diretor: Francis Lawrence
Nacionalidade: E.U.A
Duração: 2h 17min

☁ ☁ ☁



Sinopse: Ainda se recuperando do choque de ver Peeta (Josh Hutcherson) contra si, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) é enviada ao Distrito 2 pela presidente Coin (Julianne Moore). Lá ela ajuda a convencer os moradores locais a se rebelarem contra a Capital. Com todos os distritos unidos, tem início o ataque decisivo contra o presidente Snow (Donald Sutherland). Só que Katniss tem seus próprios planos para o combate e, para levá-los adiante, precisa da ajuda de Gale (Liam Hemsworth), Finnick (Sam Claflin), Cressida (Natalie Dormer), Pollux (Elder Henson) e do próprio Peeta, enviado para compôr sua equipe.


Depois de muito tempo aguardando e enrolando para ir ao cinema para assistir a esse filme, eu tive coragem e fui.

O filme termina exatamente do ponto em que parou em A Esperança parte 1. No geral é um ótimo filme e demonstra bem os instantes de calmaria descritos no livro.
Temos momentos de ação e um pouco de comédia. 

Recheado de efeitos especiais, nos mostra paixão de Gale pela revolução e as dúvidas de Katniss para assumir o papel do tordo. 

Temos ótimas interpretações de todo o elenco, mais quem me chamou a atenção foi Juliane More no papel da presidente Coin e de  Josh Hutcherson, como Peeta.

Para os fãs, não será muito diferente do que leu no livro exceto as falas de Plutsrh ( Philip Seymor - que morreu durante as filmagens) que foi re-distribuída pelo elenco. O final e epílogo pegaram muitos espectadores de surpresa o que gerou um certo burburinho nas salas de cinemas e dividiu a opinião do público.

Então, no geral é isso neblineiros, se eu me estender muito teremos muitos spoilers. 

Que o ano 2016 de vocês seja maravilho!! E continuem ligados aqui no L&N.

Até a próxima.